INICIATIVA – Visita a laboratório desperta em estudantes interesse pela ciência

Despertar o interesse pela ciência e conscientizar os alunos acerca da saúde pública é um dos compromissos da rede pública municipal de educação com os estudantes de Maceió.

Por isso, a Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio do programa Escola Alerta, em parceria com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), promoveu nesta terça-feira (25), uma visita dos alunos do 8° ano da Escola Municipal Hévia Valeria, localizada no Village I, Cidade Universitária, ao Laboratório de Parasitologia (Labpar) da Ufal.

No laboratório, os alunos visualizaram no microscópio carrapatos e o Schistosoma mansoni, que é o causador da barriga d’água, aprendendo também como evitar contato com estes parasitas, que causam doenças.

A atividade ensina sobre a prevenção de doenças causadas pelos parasitas, ao preservar a saúde dos estudantes e da comunidade, sendo uma ação trabalhada dentro do conceito de Saúde Única, como conta a estagiária de Meio Ambiente da Semed, Dâmares Beatriz.

“Trabalhamos com o conceito de que existem três pilares para alcançarmos a saúde coletiva, que englobam a saúde da sociedade, dos animais e do meio ambiente. Então, com uma abordagem diferenciada, queremos realizar uma atividade que faça com que os alunos entendam mais sobre essa promoção à saúde”, detalhou Dâmares.

Além da questão da saúde comunitária, a ação foi importante para despertar o interesse dos alunos pela ciência, como explica a estagiária do Laboratório de Parasitologia, Nadiedja Cândido.

“Nosso objetivo foi fazer os estudantes vivenciarem uma experiência diferenciada, fazendo os alunos emergirem no mundo da ciência e da pesquisa. Eles gostaram muito da vivência no laboratório e tiraram muitas dúvidas”, destacou Nadiedja.

O aluno Robert Lynconl, 13 anos, diz que gosta muito de Ciências e que a atividade foi especial para ele. “Ciências é minha matéria preferida e foi legal ver as coisas que a gente aprende em sala de uma forma mais dinâmica. Eu gosto de aprender coisas novas e essa experiência de hoje trouxe vários conhecimentos”, explicou.

Já o estudante Alexsandro Caio, também de 13 anos, conta que normalmente tem dificuldade em ciências, mas que a visita ao laboratório despertou seu interesse em entender mais sobre o universo da biologia. “Eu não sou muito chegado em ciências, mas viver essa experiência foi bem legal e me despertou interesse em aprender mais”, contou.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo