Incêndio é controlado na fábrica da Braskem em Marechal Deodoro, Alagoas, sem vítimas e causas ainda sendo investigadas.


 

No início da tarde desta segunda-feira (13), a fábrica da Braskem, localizada no Polo Cloroquímico de Alagoas, em Marechal Deodoro, foi alvo de um incêndio. Segundo informações fornecidas pela própria empresa, as chamas foram prontamente controladas pela brigada de incêndio da petroquímica.

Relatos de pessoas que estavam nas proximidades indicam que, antes do incêndio, houve explosões que alertaram os funcionários, levando à evacuação imediata do local assim que a sirene de alerta soou. Um vídeo registrado durante o incidente mostra a correria dos funcionários em meio à emergência.

Conforme comunicado emitido pela empresa, as causas do incêndio estão sob investigação, mas, felizmente, não houve registro de feridos. Devido à presença de uma brigada de incêndio na fábrica, o Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBM-AL) não foi acionado.

A Braskem divulgou uma nota oficial, na qual esclareceu que o evento ocorreu por volta das 13h30, na unidade de PVC do Polo Industrial Multifabril José Aprígio Vilela de Marechal Deodoro. O ocorrido foi descrito como um evento de processo que resultou em um princípio de chamas e fumaça, mas foi prontamente contido pelos dispositivos de segurança e restrito a um equipamento específico. A brigada de emergência foi imediatamente acionada e a situação foi totalmente controlada, sem danos ambientais.

Como medida preventiva, a área foi evacuada, mas não houve vítimas. Além disso, os órgãos competentes foram comunicados sobre a ocorrência e a empresa reafirmou seu compromisso com a segurança e a comunidade.

A equipe de investigação está trabalhando para determinar a origem do incêndio e os procedimentos que devem ser adotados para evitar incidentes futuros. A Braskem enfatizou seu compromisso em garantir a segurança nas operações, visando a proteção das pessoas e do meio ambiente. A empresa segue em contato com as autoridades competentes para prestar todos os esclarecimentos necessários.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo