Idoso de 76 anos é preso por estupro de neta de 3 anos após 15 anos foragido em Alagoas.

A Polícia Civil de Alagoas realizou a prisão de um idoso de 76 anos nesta quinta-feira (21) na cidade de São José das Lages, interior do estado. O homem estava sendo procurado devido a um mandado de prisão por acusações de estupro de vulnerável contra sua neta de criação, uma criança de apenas três anos de idade.

De acordo com o delegado Sidney Tenório, responsável pelo caso, a mãe da criança, que é filha de criação do acusado, também teria sido vítima de abuso quando menor de idade. No entanto, na época em que ela denunciou os abusos para a família, ninguém acreditou em suas acusações. Foi somente após a filha dela, a criança de três anos, também ser molestada pelo idoso, que a polícia foi contatada.

Os abusos teriam ocorrido em 2009 na cidade de Maceió, conforme consta na denúncia do Ministério Público. O acusado teria levado a criança para sua casa, onde, após ingerir bebidas alcoólicas, abusou sexualmente dela enquanto a dava banho. Os familiares da vítima perceberam as lesões no corpo da menor e a ouviram reclamar de dor, o que os levou a informar a polícia.

Após o incidente, o idoso tentou fugir, mas foi detido pela Polícia Civil e permaneceu sob custódia por cerca de um mês antes de ser libertado por decisão judicial. Ele ficou fora do radar das autoridades por 15 anos, até ser encontrado pelos agentes do Niesp.

Durante as investigações, descobriu-se que o suspeito havia cometido outro crime grave no ano 2000, na cidade de São José da Lage. Ele teria assassinado um jovem a facadas, motivado pela crença de estar sendo traído em um relacionamento amoroso. Apesar de ter sido preso pela prática do homicídio, o acusado foi absolvido pelo Júri Popular.

O delegado Sidney Tenório destacou a importância da captura do suspeito para que o caso possa seguir para julgamento e o acusado possa ser responsabilizado pelas condutas criminosas.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo