Grupo de trabalho ouve Conselho de Desenvolvimento Econômico sobre combate à fome e novo sistema tributário em reunião nesta quinta-feira.


O grupo de trabalho responsável por analisar a proposta de regulamentação da reforma tributária, representada pelo Projeto de Lei Complementar 68/24, está empenhado em ouvir as contribuições do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável sobre o combate à fome e o novo sistema tributário. A reunião está agendada para esta quinta-feira (13), às 8h30, no plenário 2.

Este grupo de trabalho foi criado recentemente com o objetivo principal de discutir e propor soluções relacionadas à implementação do Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), da Contribuição Social sobre Bens e Serviços (CBS) e do Imposto Seletivo (IS), conforme previsto no PLP 68/24. Os deputados que compõem o colegiado incluem Claudio Cajado (PP-BA), Reginaldo Lopes (PT-MG), Hildo Rocha (MDB-MA), Joaquim Passarinho (PL-PA), Augusto Coutinho (Republicanos-PE), Moses Rodrigues (União-CE) e Luiz Gastão (PSD-CE).

A reunião desta quinta-feira promete ser de extrema importância, uma vez que o tema da reforma tributária é de interesse nacional e impacta diretamente a economia do país. A regulamentação desses novos impostos pode trazer mudanças significativas para diversos setores e, por isso, a participação do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável é fundamental para garantir que as medidas adotadas estejam alinhadas com as necessidades da população e do mercado.

Com um prazo de 60 dias para concluir os trabalhos, o grupo de trabalho está empenhado em realizar discussões profundas e detalhadas, a fim de propor um modelo tributário mais eficiente e justo para o Brasil. A sociedade acompanha com expectativa as deliberações desse grupo e aguarda por medidas que possam promover o desenvolvimento econômico e social de forma sustentável.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo