Governo Federal entrega 1.267 unidades habitacionais em três estados e retoma investimentos em programas sociais e infraestrutura

O programa Minha Casa Minha Vida, retomado pelo Governo Federal em fevereiro de 2023, entregou nesta segunda-feira 384 moradias em Alagoas e outras 1.267 unidades em três estados brasileiros. A ação simultânea contou com a participação do ministro dos Transportes, Renan Filho, direto de Maceió (AL), e foi conduzida pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e pelo ministro das Cidades, Jader Filho, por videoconferência.

O ministro Renan Filho ressaltou a importância desse investimento do Governo Federal, enfatizando que as obras começaram em 2018, mas tiveram um progresso lento. Ele afirmou que foi necessário o retorno de Lula à presidência e um trabalho mais intenso para realizar o sonho da casa própria de tantos brasileiros.

No Residencial Mário Peixoto Costa, em Maceió, foram investidos R$30,720 milhões e já foram concluídas todas as infraestruturas internas e externas, como água, esgoto, iluminação pública, energia elétrica, pavimentação e transporte público. Além disso, outras unidades habitacionais foram entregues simultaneamente na Bahia, no Espírito Santo e em São Paulo.

Durante a cerimônia, o presidente Lula enfatizou a importância de retomar um programa como esse, destacando que ter uma casa é uma garantia e um porto seguro para as famílias. Ele também ressaltou que a moradia proporciona cidadania e decência.

O reforço orçamentário do programa só foi possível graças à aprovação da Emenda Constitucional do Bolsa Família pelo Congresso Nacional. Essa aprovação permitiu que o Governo Federal retomasse investimentos em programas sociais e de transferência de renda, bem como em infraestrutura de transportes. Neste ano, está previsto um orçamento de cerca de R$21 bilhões destinados às rodovias e ferrovias brasileiras. Na gestão passada, foram pagos apenas cerca de R$6 bilhões em 2022.

Em agosto, foi lançado o Novo PAC, que selecionou obras prioritárias em rodovias e ferrovias para os próximos anos. No total, serão investidos cerca de R$280 bilhões, sendo R$79 bilhões provenientes do Orçamento Geral da União e R$201 bilhões de investimentos privados. Para Alagoas, está previsto um investimento de R$1,8 bilhão.

Entre os projetos contemplados pelo Novo PAC em Alagoas, destacam-se a obra de adequação da BR-104/AL, entre Messias e São José da Lage, a duplicação de quatro trechos da BR-101/AL e o Arco Metropolitano de Maceió, além dos estudos para novas concessões da Malha Nordeste.

O Governo Federal enfatiza que todas as obras devem considerar os impactos sociais e ambientais, além de garantir melhorias na malha viária e nos serviços. No Nordeste como um todo, serão investidos R$49,1 bilhões em investimentos públicos e privados.

A retomada do programa Minha Casa Minha Vida e os investimentos em infraestrutura de transportes mostram a prioridade do Governo Federal em melhorar a qualidade de vida da população, proporcionando moradias dignas e melhores condições de deslocamento.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo