Geraldo Alckmin critica postura de Bolsonaro, declara que é um “desocupado” e analisa eleições municipais em entrevista ao portal Uol.


O ex-governador de São Paulo e atual vice-presidente da República, Geraldo Alckmin (PSB), fez duras críticas ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em entrevista ao portal Uol. Segundo Alckmin, Bolsonaro é um “desocupado” e sua postura política é “panfletária” e “descompromissada com as coisas”. Alckmin também destacou a propagação de fake news e a defesa de uma tese “quase incivilizatória” por parte do ex-presidente.

Alckmin, que governou São Paulo por quatro mandatos, também comentou sobre a candidatura de Guilherme Boulos (PSOL) à prefeitura da cidade. Segundo o vice-presidente, o atual prefeito, Ricardo Nunes (MDB), está garantido em um eventual segundo turno, enquanto Tabata Amaral e Boulos disputam a outra vaga. O político também afirmou que embora Boulos seja o favorito, a eleição ainda não começou e Tabata tem chances de disputar o segundo lugar.

Por falar em Tabata Amaral, Alckmin revelou que a deputada federal lançará sua pré-candidatura à prefeitura de São Paulo em uma cerimônia marcada para esta quinta-feira, data que marca o aniversário de 470 anos da cidade. O evento acontecerá na laje da casa onde Tabata cresceu, na Vila Missionária, zona sul da capital paulista. Alckmin, que é um dos principais apoiadores de Tabata, fará uma participação em vídeo no ato.

Alckmin também destacou que ele e o presidente Lula (PT) estarão em palanques opostos durante a eleição municipal paulistana. A disputa promete ser acirrada, com diversas figuras políticas de destaque buscando ocupar a cadeira de prefeito de São Paulo.

Essas declarações recentes de Alckmin demonstram a polarização e as tensões políticas que vêm marcando o cenário eleitoral na maior cidade do país. A disputa promete ser acirrada e com uma série de reviravoltas até a definição do resultado final. Acompanharemos de perto os desdobramentos dessa eleição que, sem dúvida, será um reflexo do momento político conturbado que o país atravessa.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo