Família Batista: o legado nórdico dos nomes dos filhos de Eike e Luma em destaque dos negócios aos relacionamentos amorosos.


O Brasil sempre foi um país de grandes contrastes e diversidades, e a influência da mitologia nórdica na escolha de nomes de algumas personalidades não foge à regra. Em 1991, mais precisamente, nasceu Thor Batista, primogênito do famoso empresário Eike Batista e da renomada modelo Luma de Oliveira. O nome escolhido para o garoto remete diretamente aos deuses cultuados pelos povos escandinavos nos séculos VIII e IX, trazendo um pedacinho de Asgard para terras brasileiras.

Recentemente, Thor Batista teve seu primeiro filho com a modelo Lunara Campos, e o bebê receberá o nome de Thor II. A tradição de manter os nomes da mitologia escandinava na família também se estende a Olin Batista, segundo filho de Eike e Luma. Olin, que tem 28 anos, leva o nome do Enviado do Senhor da Guerra na mitologia nórdica e desde criança demonstra interesse pela música, tornando-se um DJ autodidata.

Já Balder Batista, fruto do relacionamento de Eike com a modelo e empresária Flávia Sampaio, nasceu em 2013. O nome Balder remete ao meio-irmão de Thor e Loki na mitologia nórdica, conhecido por sua popularidade e trágico destino, sendo enganado por Loki e morto por uma flechada no coração. Por fim, a caçula Tyra Batista, primeira filha de Eike, nasceu em 2022 e carrega o nome da Deusa do Trovão na mitologia nórdica.

A família Batista, com seus nomes inspirados na mitologia nórdica, mostra como a influência dos mitos escandinavos transcende fronteiras e se mantém viva através das gerações. Cada membro da família carrega consigo uma história e um significado por trás do nome que o torna único e especial, demonstrando a riqueza cultural e a diversidade que o Brasil abriga. A saga dos Batista, assim como a de Thor e seus companheiros de Asgard, promete continuar encantando e inspirando gerações futuras.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo