Ex-mulher de Zé Trovão processa PL para reassumir presidência de grupo feminino em SC após medida protetiva contra o deputado


A ex-presidente do PL Mulher de Joinville (SC), Jessica Veiga, entrou com uma ação na Justiça contra o Partido Liberal (PL) com o intuito de reassumir a presidência do partido. A alegação de Jessica é que ela foi retirada do cargo após solicitar uma medida protetiva contra seu ex-marido, o deputado federal Zé Trovão.

De acordo com informações obtidas, Zé Trovão confirmou que a decisão de remover Jessica do cargo ocorreu após o pedido da medida protetiva. No entanto, ele negou que tenha sido uma retaliação, justificando que a presença deles juntos em eventos ou locais públicos não seria possível devido à medida protetiva em vigor. Jessica, por sua vez, afirma que já vinha recebendo ameaças de ser retirada do cargo antes mesmo do pedido de proteção.

A ex-presidente do PL Mulher argumenta que as justificativas utilizadas para sua destituição eram outras, mas que o próprio deputado Zé Trovão admitiu em entrevista ao Metrópoles que a remoção do cargo ocorreu devido à medida protetiva contra ele. Ela acredita que, agora que o caso veio a público, será reconduzida ao cargo, já que o partido possui projetos em prol das mulheres e da igualdade.

Jessica Veiga destacou sua confiança na Justiça ou na própria direção do PL para recuperar seu cargo, ressaltando acreditar no bom caráter dos integrantes do partido. O casal possui um filho em comum, porém Jessica não revelou os motivos que a levaram a solicitar a medida protetiva, alegando que o processo corre em segredo de Justiça.

O deputado Zé Trovão admitiu ter agredido Jessica em 2021, após ela jogar uma lata de inseticida nele. Apesar do incidente, o casal continuou o relacionamento. O caso continua em andamento e aguarda decisões judiciais para definir a situação envolvendo a presidência do PL Mulher em Joinville e a relação entre os envolvidos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo