ESPORTE – Jovens talentos dominam Circuito Mundial de Surfe em Pipeline: havaiano Barron Mamiya e californiana Caitlin Simmers conquistam títulos.

A etapa inicial do Circuito Mundial de Surfe, realizada nas ondas de Pipeline, no Havaí, chegou ao seu desfecho no último sábado (10) sem a presença de nenhum brasileiro nas finais. O título masculino foi conquistado pelo havaiano Barron Mamiya, de 24 anos, enquanto o troféu feminino foi para a californiana Caitlin Simmers, de apenas 18 anos.

Em um mar com ondas de mais de 2 metros, Barron superou o bicampeão mundial John John Florence, de 31 anos, com uma nota 10 na decisão 100% havaiana. Enquanto Caitlin derrotou a australiana Molly Picklum, de 21 anos, que havia obtido o primeiro 10 da edição 2024 do Circuito Mundial, em um tubo incrível em Backdoor nas semifinais.

Os brasileiros Tatiana Weston-Webb e Luana Silva se destacaram na competição ao alcançarem as quartas de final na categoria feminina, garantindo a 5ª posição no ranking mundial. Tatiana foi derrotada pela campeã Caitlin Simmers, enquanto Luana perdeu para a costarriquenha Brisa Hennessy.

A próxima etapa do Circuito Mundial de surfe terá início na próxima segunda-feira (12) na praia de Sunset Beach, no Havaí. Os fãs do esporte aguardam com ansiedade mais emoções e reviravoltas nas ondas do arquipélago.

Com a primeira etapa concluída, as expectativas estão ainda mais altas para os brasileiros, que buscam se destacar e trazer troféus para casa. A presença do Brasil no cenário mundial do surfe é cada vez mais forte, e a torcida acompanhará de perto a performance dos atletas na próxima disputa.

As ondas do Havaí continuam sendo um desafio formidável para os competidores, e a segunda etapa promete ser repleta de ação e momentos emocionantes. Fiquem ligados para mais novidades e coberturas exclusivas do Circuito Mundial de Surfe.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo