Escritório da ONU em Gaza é bombardeado, deixando mortos e feridos, denuncia administrador do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento


No último domingo, o escritório da Organização das Nações Unidas (ONU) em Gaza foi alvo de um bombardeio, de acordo com o administrador do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Achim Steiner. Este ataque resultou em relatos de mortos e feridos, de acordo com a autoridade.

Achim Steiner condenou veementemente o ataque, afirmando que “Isso é errado sob todos os aspectos. Os civis, a infraestrutura civil e a inviolabilidade das instalações da ONU devem ser sempre protegidos”. Estas declarações foram feitas pelo administrador da ONU em uma publicação nas redes sociais na madrugada de domingo.

Os detalhes do ataque ainda não estão claros, mas é sabido que a ONU tem sido ativa em Gaza, oferecendo assistência humanitária e apoio ao povo palestino. Este ataque coloca em risco a capacidade da ONU de fornecer assistência a uma população que já enfrenta grandes dificuldades devido ao conflito em curso na região.

A comunidade internacional tem sido rápida em condenar o ataque, com muitos líderes pedindo uma investigação imediata e prestação de contas para os responsáveis. A ONU e outras organizações humanitárias devem ser capazes de realizar seu trabalho sem o medo de serem alvos de ataques militares.

O bombardeio do escritório da ONU em Gaza levanta questões sobre a proteção de instalações civis e organizações humanitárias em tempos de conflito. A segurança e o bem-estar das populações civis devem ser prioritários, independentemente das circunstâncias políticas ou militares.

Enquanto as investigações continuam, a ONU e outras organizações continuarão a trabalhar para fornecer assistência e apoio às populações afetadas pelo conflito em Gaza. A proteção de instalações civis e organizações humanitárias deve ser uma prioridade para todas as partes envolvidas no conflito.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo