ESCRAVIDÃO – Em um vídeo que está circulando nas redes sociais, trabalhadores de Penedo, a 145 km de Maceió, clamam por socorro para serem resgatados de uma fazenda no interior de Minas Gerais, onde e

ESCRAVIDÃO – Em um vídeo que está circulando nas redes sociais, trabalhadores de Penedo, a 145 km de Maceió, clamam por socorro para serem resgatados de uma fazenda no interior de Minas Gerais, onde estão enfrentando condições de trabalho que se assemelham à escravidão.

Eles gravaram o vídeo apelando às autoridades de Alagoas e denunciando a situação precária em que se encontram, trabalhando em uma plantação de café. As 11 pessoas estão sem receber salário, apenas recebendo um pouco de comida em troca, enquanto dormem no chão frio de concreto de uma casa insalubre. Além disso, relatam que estão sem acesso adequado à água potável, tendo que consumir água suja e poluída de uma caixa d’água fornecida pelo proprietário da plantação.

A jornada de trabalho começa antes do amanhecer e se estende até tarde da noite, sob constante vigilância de capangas, que fazem ameaças veladas. Uma mulher que aparece no vídeo como porta-voz do grupo relata que o proprietário possui os documentos dos trabalhadores com fotos, ameaçando ir atrás deles caso tentem deixar o local.

 

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo