Em caráter emergencial, Casal realiza reparo em estação de captação para restabelecer abastecimento de água em Barra de São Miguel

 

A manhã desta quarta-feira (18) foi movimentada para a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), que teve que realizar um reparo emergencial na estação de captação do sistema de abastecimento responsável por atender a Barra de São Miguel. O problema ocorreu no conjunto motobomba, que apresentou defeito mecânico em sua válvula de pé na noite da terça-feira (17).

A equipe técnica da Casal está trabalhando desde cedo para solucionar o problema e a previsão é de que o reparo seja concluído no início da tarde de hoje (18). Assim que o conserto for finalizado, o sistema que abastece a Barra de São Miguel será reativado e a Casal poderá voltar a fornecer água para a empresa BRK Alagoas, responsável pela distribuição do recurso à população.

A falta de água tem sido um problema recorrente na região nos últimos dias, devido a diversos fatores, como as condições climáticas e eventuais problemas técnicos. No entanto, a Casal tem se esforçado para realizar os reparos necessários o mais rápido possível, a fim de minimizar os transtornos à população.

No caso da Barra de São Miguel, a situação não é diferente. A empresa está trabalhando arduamente para garantir o restabelecimento do abastecimento o mais breve possível, evitando assim maiores impactos para os moradores da região.

A Casal ressalta a importância da conservação dos recursos hídricos e reforça a necessidade de uso consciente da água, principalmente em momentos de escassez. Medidas simples, como não deixar torneiras abertas sem necessidade e utilizar a água de forma racional, podem contribuir para a preservação desse recurso tão essencial para nossa vida.

Apesar dos contratempos, a Casal está comprometida em garantir o fornecimento de água de qualidade para todos os municípios atendidos pela companhia. A empresa espera que a situação na Barra de São Miguel seja solucionada o mais rápido possível e reforça seu compromisso com a população alagoana.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo