ECONOMIA – Produção industrial em São Paulo cresce 4,3% no ano, impulsionada pela indústria extrativa e pela recuperação da indústria de transformação.

A produção industrial no estado de São Paulo vem apresentando um crescimento de 4,3% no acumulado do ano, conforme dados divulgados pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Apesar das variações negativas registradas nos meses de janeiro (-1,5%) e fevereiro (-0,3%) de 2024, o aumento de 4,3% nos últimos 12 meses se deve principalmente à base de comparação, de acordo com a entidade.

A análise do cenário feita por técnicos da Fiesp aponta um movimento de recuperação espalhado na indústria de transformação, com destaque para o crescimento dos setores de bens de consumo duráveis (+5,2%), bens intermediários (+4,8%), bens de consumo semi e não duráveis (+5,2%) e bens de capital (+3,6%).

A resposta da produção industrial à queda da taxa de juros tem sido um dos principais fatores impulsionadores do setor, sendo previsto um aumento de 2,2% na produção industrial ao longo de 2024, de acordo com as projeções da Fiesp. O impacto positivo da política monetária e a expansão da massa salarial são fatores que contribuem para esse movimento.

No entanto, apesar do crescimento constatado nos últimos meses, a produção industrial em São Paulo ainda se encontra 1,1% abaixo do patamar pré-pandemia, registrado em fevereiro de 2020. Setores como veículos automotores, celulose e papel apresentaram contribuições positivas significativas no mês de fevereiro, enquanto produtos químicos, indústrias extrativas e produtos farmacêuticos foram impactados por influências negativas.

A expectativa da Fiesp é que a produção industrial continue em trajetória de crescimento, com a possibilidade de ganhar mais força na segunda metade do ano, impulsionada pelo cenário econômico favorável e pela recuperação gradual dos setores industriais.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo