ECONOMIA – Presidente da Petrobras anuncia divulgação do plano estratégico para investimentos no quinquênio 2024-2028 nesta sexta-feira

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, anunciou em uma conferência realizada no Rio de Janeiro que o novo plano estratégico da companhia será divulgado na próxima sexta-feira, 24 de setembro. Prates também informou que o Conselho de Administração da estatal deve analisar e aprovar o conjunto de investimentos previstos para o período de 2024 a 2028 no dia anterior, quinta-feira, 23 de setembro.

Durante a conferência, Prates destacou os recordes alcançados pela Petrobras este ano, como a produção de óleo e gás, que atingiu a marca de quatro milhões de barris de óleo equivalente por dia. Além disso, ele ressaltou que as produções de diesel S10 e asfalto também bateram recordes. O Fator de Utilização Total (FUT) das refinarias da Petrobras também foi mencionado por Prates, apontando que as refinarias estão operando a plena capacidade, a mais de 97%.

Prates também compartilhou que teve uma conversa com o presidente Lula na terça-feira, 21 de setembro, onde o presidente expressou a necessidade da Petrobras se tornar uma referência em transição energética e afirmou que a companhia deve cumprir suas determinações dentro das regras de governança e em conformidade com a sociedade.

Essas declarações do presidente da Petrobras vêm após uma reunião com o presidente Lula e ministros do governo em Brasília, que aconteceu um dia após Prates e o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, terem publicado mensagens em redes sociais sobre o comportamento dos preços dos combustíveis. Apesar disso, Prates defendeu a política de preços da companhia e listou os requisitos necessários para uma orientação de queda nos preços.

Após o evento no Rio de Janeiro, Prates foi para Brasília para uma nova reunião com o presidente Lula. Enquanto isso, o ministro Alexandre Silveira, que era esperado para estar presente no seminário no Rio, não compareceu ao evento.

Essas recentes declarações do presidente da Petrobras e as reuniões com o governo sugerem que a companhia está enfrentando pressões para reduzir os preços dos combustíveis, e o novo plano estratégico a ser divulgado pode conter medidas relacionadas a este tema. A expectativa em relação ao futuro da Petrobras e suas políticas energéticas estão gerando grande interesse e expectativa no mercado e entre os cidadãos brasileiros.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo