ECONOMIA – Levantamento do Procon-RJ aponta variação de até 251% nos preços de brinquedos em lojas virtuais para o Dia das Crianças.


Um levantamento de preços feito pelo Procon do estado do Rio de Janeiro revelou uma variação de até 251% nos valores de 100 brinquedos em lojas virtuais durante o período que antecede o Dia das Crianças. A pesquisa, realizada entre 25 de setembro a 2 de outubro, analisou 13 sites destinados ao público infantil que estão sendo fiscalizados pela autarquia. Três dessas lojas foram notificadas por apresentarem irregularidades na informação dos preços, que podem induzir o consumidor ao erro.

Os sites notificados terão um prazo de 48 horas para realizar as devidas adequações. Vale ressaltar que, na pesquisa, foi considerado o menor valor encontrado quando havia mais de um fornecedor do mesmo produto. Os preços informados na pesquisa podem variar de acordo com a data.

De acordo com os dados levantados, as maiores variações nos valores dos brinquedos foram encontradas em um jogo, que chegou a variar 251%, e em um quebra-cabeça, com uma variação de 235%. Por outro lado, a menor variação foi encontrada em um lançador com acessórios, que teve uma variação de apenas 12% entre as lojas pesquisadas. Segundo o presidente do Procon Estadual, Cássio Coelho, a expectativa é de que o faturamento do e-commerce aumente 8% em relação ao ano passado, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm).

O objetivo da pesquisa realizada pelo Procon-RJ é auxiliar o consumidor e destacar a importância de comparar preços em diferentes locais para economizar. Além disso, o órgão também demonstra preocupação em garantir a segurança dos consumidores e orientar os fornecedores sobre as boas práticas de consumo. Durante a semana do Dia das Crianças, o Procon-RJ realizará fiscalizações em lojas que vendem produtos para esse público.

Diante do aumento das compras online, o Procon sugere algumas recomendações para os consumidores. É importante realizar uma pesquisa prévia, pois produtos idênticos podem apresentar grandes variações de preço em diferentes lojas. Além disso, é fundamental ficar atento ao prazo de entrega, às especificações do produto e à classificação etária adequada para cada criança.

Outras orientações do Procon-RJ são verificar se o brinquedo possui o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que garante que o produto foi testado antes de ser comercializado, observar o rótulo para evitar substâncias que possam causar intoxicações ou alergias, e ter cuidado ao compartilhar dados pessoais ou realizar pagamentos em sites desconhecidos.

O Procon-RJ ressalta que o consumidor possui o direito de se arrepender da compra realizada pela internet e tem um prazo de sete dias para desistir do produto, independentemente do motivo. Nesses casos, o consumidor tem direito a ser ressarcido do valor pago, inclusive do frete. A autarquia também reforça a importância de solicitar a nota fiscal, independentemente da forma de compra. Mais informações podem ser obtidas no site do Procon-RJ.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo