DMTT e Semuc trabalham juntos para conscientizar condutores de ônibus sobre a importância da segurança no trânsito.

A equipe de Educação no Trânsito do Departamento Municipal de Transportes e Trânsito (DMTT) de Maceió se uniu à Secretaria Municipal da Mulher, Pessoas com Deficiência, Idosos e Cidadania (Semuc) para apoiar uma série de ações em prol do “Agosto Lilás”, campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher. As atividades realizadas durante toda a semana tiveram como foco a conscientização dos motoristas de ônibus e táxis sobre a presença feminina nos transportes coletivos.

Durante quatro dias, a equipe de Educação no Trânsito promoveu ações nos terminais do Benedito Bentes, Vergel do Lago e Cruz das Almas, além de um encontro no Sest-Senat com motoristas e permissionários de táxi. A assessora de Educação do DMTT, Inês Pessoa, ressaltou a importância dessas ações voltadas para os transportadores: “Eles atendem mulheres durante o dia de trabalho e conscientizar esses profissionais para situações que possam acontecer no dia a dia, como assédio, riscos físicos, entre outros, é fundamental”.

As atividades começaram na terça-feira, 22, durante um curso de atualização para taxistas e permissionários de táxi de Maceió. A equipe da Semuc conversou com os profissionais no início da aula para abordar temas como o respeito às mulheres, conduta durante o atendimento e violência doméstica. O taxista Mac Dovwell, que participou do curso, destacou a importância das informações repassadas: “É importante que essa informação seja passada para a categoria e que todos adquiram os conhecimentos para que, assim, possamos transmitir e praticar essa segurança para as mulheres que buscam nossos serviços”.

Nos dias seguintes, as ações foram levadas para os terminais do Benedito Bentes, Vergel e Cruz das Almas, com o objetivo de conscientizar os motoristas de ônibus sobre a relação com as passageiras. Além de conversar com os profissionais, foram distribuídos panfletos e cartilhas explicando a atualização da Lei da Parada Segura, que garante o embarque e desembarque de mulheres fora do ponto regular a partir das 20h, desde que estejam no itinerário da linha.

Durante essas atividades, foram abordados temas como importunação sexual, abuso sexual, estupro e violência física contra as mulheres. A secretária da Semuc, Ana Paula Mendes, destacou a importância da capacitação dessas categorias para o comportamento com as usuárias do transporte coletivo e ressaltou que as orientações não se aplicam apenas aos momentos de trabalho, mas também no convívio com esposas, filhas e outras mulheres.

As ações realizadas mostram a preocupação do poder público com a segurança e o bem-estar das mulheres que utilizam os transportes coletivos e buscam garantir um ambiente mais seguro e respeitoso para elas. Através da conscientização e da disseminação de informações, o DMTT e a Semuc trabalham em conjunto para combater a violência doméstica e familiar contra a mulher, além de promover um ambiente mais igualitário e justo para todos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo