DIREITOS HUMANOS – Governo amplia intercâmbio acadêmico com nações africanas para promover a troca de conhecimento e fortalecer laços educacionais.


A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está acompanhando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na 15ª Cúpula dos Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Durante a visita, ela destacou os esforços de ampliação da cooperação com países africanos. Nas últimas duas dias, Franco cumpriu uma série de agendas em Moçambique e agora está em Joanesburgo, onde terá encontros em universidades e com lideranças locais.

O principal foco da ministra é ampliar o Programa Caminhos Amefricanos, uma ação de intercâmbio entre países latino-americanos e africanos para estudantes de licenciatura e docentes. Essa é a primeira vez que a ministra visita o continente africano e ela ressaltou a importância da viagem e das parcerias firmadas.

Durante a sua estadia em Moçambique, foram assinados dois acordos de cooperação com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Moçambique, a Universidade Pedagógica de Maputo (UP-Maputo) e a Universidade Púnguè (Uni-Púnguè). Esses acordos preveem ações de cooperação voltadas para a disseminação do conhecimento sobre a História e Cultura do continente africano, incluindo a história afro-brasileira. Também estão previstos intercâmbios técnicos e culturais, seminários e capacitações para promover a igualdade racial nos países envolvidos.

A ministra ressaltou o fato de que, apesar do curto período de intercâmbio e da quantidade limitada de vagas, essa foi uma conquista importante, pois havia seis anos que não havia uma troca como essa. Ela também destacou que essa viagem deve resultar em mais adesões de países africanos ao programa de intercâmbio, incluindo Angola.

Além de Moçambique, Anielle Franco e a primeira-dama Janja da Silva se reuniram com Graça Machel, ativista pelos direitos humanos na África do Sul e ex-esposa do líder Nelson Mandela. Elas também visitaram o bairro de Soweto, que é histórico e símbolo de resistência e luta contra a segregação racial no país. Ainda na África do Sul, a ministra terá reuniões no Parlamento, com o Mecanismo Africano de Revisão por Pares e com lideranças políticas femininas.

A ministra Anielle Franco ainda acompanhará a comitiva do presidente Lula em visitas a Angola e São Tomé e Príncipe, ainda esta semana.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo