Deputados denunciam caso de trabalhadores alagoanos vivendo em condições análogas à escravidão no Espírito Santo

Na tarde de terça-feira, durante a sessão legislativa, os deputados Delegado Leonam, do partido União Brasil, e Cabo Bebeto, do PL, trouxeram à tona um caso alarmante envolvendo trabalhadores alagoanos que estariam vivendo em condições análogas à escravidão no interior do Espírito Santo. A situação, classificada como crime pelo artigo 149 do Código Penal, teria sido denunciada pelos parlamentares em busca de providências urgentes.

De acordo com Delegado Leonam, os trabalhadores estariam sob a custódia de um empregador que reteve seus documentos, submetendo-os a um sistema de exploração conhecido como ‘truck system’. Nesse esquema, os funcionários são obrigados a consumir produtos de higiene e alimentação fornecidos pelo empregador, acumulando assim dívidas exorbitantes. Algumas vítimas chegaram a acumular uma dívida de mais de R$ 11 mil, revelou o deputado.

Diante da gravidade da situação, os parlamentares não hesitaram em acionar as autoridades competentes, como a superintendência da Polícia Federal, o Ministério Público Federal e o Governo do Estado, pedindo a intervenção imediata para resgatar os alagoanos e trazê-los de volta ao seu estado de origem. A ação foi enaltecida como uma medida urgente e necessária para proteger os direitos e a dignidade desses trabalhadores explorados.

Logo em seguida, Cabo Bebeto também se pronunciou sobre o caso, relatando ter obtido informações diretamente de um dos trabalhadores que estariam sofrendo abusos no Espírito Santo, identificado como Stefanio. Com base nesses relatos, o parlamentar acionou a Polícia Militar de Alagoas, que entrou em contato com autoridades policiais do Espírito Santo para tomar medidas emergenciais. A rápida intervenção resultou na proteção dos alagoanos e na garantia de seu retorno seguro ao estado natal.

A ação conjunta dos deputados e das autoridades locais evidencia a importância da mobilização política e da atuação do poder público em casos de violação dos direitos humanos. A solidariedade e o compromisso com a justiça social são valores essenciais para combater situações de exploração e injustiça, promovendo a dignidade e o respeito à vida de todos os cidadãos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo