Dentes de ouro: a tendência polêmica que divide opiniões e coloca em risco a saúde bucal dos famosos


O cantor MC Cabelinho causou polêmica nas redes sociais ao publicar uma foto ao lado da rapper Slip Mami, apontada como sua affair. No entanto, o que mais chamou a atenção dos internautas foram as joias douradas sobre os dentes de ambos. Muitos questionaram a lógica de ter um sorriso bonito e utilizar esses acessórios.

As joias douradas sobre os dentes, conhecidas como facetas dentárias de ouro, funcionam como uma espécie de joia para os dentes e são produzidas sob medida de acordo com o formato de cada dente. Esse acessório também é utilizado por outros artistas famosos, como MC Guimê e Nego do Borel, e podem ser feitos com materiais como metal, prata e brilhante. No entanto, quando são utilizados para fins médicos, as peças são feitas de resina ou porcelana.

Apesar da popularidade desse tipo de acessório entre algumas celebridades, especialistas em saúde bucal não recomendam o uso das joias nos dentes, pois podem causar riscos irreversíveis para a saúde dos pacientes. Segundo a cirurgiã-dentista Dany Moura, colocar a substância, como o ouro, sobre os dentes sem desgastá-los cria um sobrecontorno entre o dente e a gengiva, o que pode acumular biofilme e causar problemas como cáries e inflamações na gengiva. Em casos mais graves, pode até levar à perda dos tecidos de sustentação dos dentes.

Outra forma de aplicação das placas de ouro é desgastando o dente para tirar o volume do órgão e então colocar o volume do ouro. No entanto, esse procedimento requer a remoção de uma estrutura dental saudável, o que é considerado desnecessário e prejudicial para a saúde bucal.

Portanto, mesmo que as joias dentárias de ouro sejam populares entre alguns famosos, é importante destacar que seu uso não é recomendado pelos especialistas. É fundamental priorizar a saúde e o cuidado com os dentes, evitando procedimentos estéticos que possam trazer danos irreversíveis para a boca.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo