Deltan Dallagnol e sua esposa consideram concorrer à prefeitura de Curitiba nas eleições municipais de 2020, anuncia o Partido Novo.

O ex-deputado cassado Deltan Dallagnol, do partido Novo, anunciou neste sábado durante um evento do partido que ele ou sua esposa, Fernanda, podem concorrer à prefeitura de Curitiba nas eleições municipais do próximo ano. Além do casal Dallagnol, as vereadoras Amália Tortato e Indiara Barbosa também manifestaram interesse em disputar o pleito, e a cabeça da chapa será definida internamente com base em pesquisas.

Dallagnol, que teve seu mandato cassado em maio pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na Lei da Ficha Limpa, afirmou que o Novo está em primeiro lugar nas pesquisas e que o partido tem excelentes nomes que podem ser lançados para a prefeitura de Curitiba. Ele ressaltou a importância do apoio da população da “República de Curitiba”, em referência à cidade que foi um dos epicentros da operação Lava Jato.

Fernanda Dallagnol, administradora de formação e sem experiência prévia em cargos eletivos, decidiu entrar na política após a cassação do marido. Em setembro, o casal se filiou ao partido Novo, que tem como projeto a formação de novas lideranças.

A confirmação de que o Novo terá candidato em Curitiba no próximo ano gera um entrave no cenário político da cidade. O PL avalia lançar o ex-deputado Paulo Martins, enquanto o atual vice-prefeito, Eduardo Pimentel (PSD), busca alianças e apoio do prefeito Rafael Greca e do governador Ratinho Jr. (PSD).

Na esquerda, os pré-candidatos também buscam apoio, especialmente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O deputado federal Luciano Ducci (PSB) e o deputado estadual Goura (PDT) já se apresentam como pré-candidatos, mas ainda há dúvidas sobre qual nome será escolhido pelo PT.

Ducci, que busca o aval do vice-presidente Geraldo Alckmin, é visto com desconfiança por algumas lideranças do PT devido ao seu passado tucano, quando foi vice de Beto Richa (PSDB). Ambos já disputaram, sem sucesso, a prefeitura de Curitiba em eleições passadas.

A movimentação política em Curitiba promete intensificar nos próximos meses, com diferentes ideologias disputando espaço e alianças em busca da vitória nas eleições municipais de 2020.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo