Curso de Engenharia de Energia da Ufal será cadastrado no Crea-AL


A Universidade Federal de Alagoas, referência na área da tecnologia, com seus 22 cursos ligados ao Conselho Regional de Engenharia e Administração de Alagoas (Crea-AL), recebeu mais um deferimento do cadastramento, agora do curso de graduação em Engenharia de Energia. A partir de agora, os egressos receberão o título profissional de engenheiro de energia, código 121-13-00, com as atribuições previstas no art. 7º da Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966, e Arts. 2º e 3º da Resolução nº da Resolução nº 1.076, de 2016 do Confea.

Segundo Jerusa Santana, professora do curso de graduação de Engenharia de Energia do Campus de Engenharias e Ciências Agrárias (Ceca) da Ufal e vice-coordenadora na época em que iniciaram os trâmites do credenciamento, o momento é especial para docentes, gestores e alunos. “O deferimento do cadastramento do curso de Engenharia de Energia possibilitará a sua inserção do egresso no mercado de trabalho em atividades, cujas atribuições e competências são inerentes à formação do engenheiro de energia”, explicou.

Ela conta que a solicitação junto ao Conselho foi feita em outubro de 2020, pois antes, em virtude da pandemia, o Crea não estava aberto ao público. “Na ocasião da solicitação, foram entregues os documentos necessários como, por exemplo, Plano Pedagógico do curso, lista de docentes, portaria de autorização do curso, dentre outros”, disse. Antes disso, em 2016, foi feita a inclusão do título de engenheiro de energia na tabela de títulos profissionais do Confea/Crea.

Para o professor Márcio Cavalcante, coordenador do curso em 2020, a nova habilitação permitirá aos profissionais exercerem plenamente seu papel. “Devo especial agradecimento à professora Jerusa, que esteve à frente deste processo de cadastramento do nosso curso junto ao Crea, o que permitirá aos nossos egressos a obtenção da carteira profissional de engenheiro de energia, podendo exercer todas as atribuições e habilitações deste profissional, conforme definidas pelo sistema Confea/Crea”, reforçou.

Agora a Universidade aguarda o Conselho direcionar os próximos passos, para que os novos engenheiros de energia possam, enfim, obter a carteira profissional de engenheiro de energia e exercer todas as atribuições e habilitações deste profissional. O curso de Engenharia de Energia é coordenado, atualmente, pela professora Amanda Peiter e tem como vice o professor Ricardo Ferreira.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo