CUIDADOS – Saúde reforça importância da prevenção contra infecções sexualmente transmissíveis no Réveillon

O fim de ano é marcado por muita alegria e celebrações. Porém, aos que desejam curtir o Réveillon de forma mais ousada, é importante tomar os cuidados necessários contra as diversas Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). Isso é o que alerta a Secretaria Municipal de Saúde de Maceió, com o intuito de chamar atenção da população para a busca da prevenção durante a virada de ano.

De acordo com Yuri Toledo, médico clínico que atua na Infectologia do Bloco I do PAM Salgadinho, o preservativo, ou camisinha, masculina e feminina, é o método mais conhecido, acessível e eficaz para prevenir a infecção pelo HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis, como a sífilis e as hepatites B e C.

“Até hoje nós não temos nenhum outro método que seja tão eficaz quanto o uso do preservativo. E nós, profissionais de saúde, estamos sempre orientando os pacientes a fazer o uso deste, em qualquer prática sexual, para evitar o contato e minimizar o risco de contrair o HIV e as demais doenças, como as hepatites virais, e também evitar uma gravidez indesejada”, alerta.

A técnica da Gerência de IST/Aids e Hepatites Virais do Município, Tereza Carvalho, também destaca outras formas de prevenção contra o vírus HIV e outras ISTs, além do uso do preservativo masculino e feminino.

“Atitudes como o uso de preservativos nas relações sexuais, uso de seringas e agulhas descartáveis, uso de luvas para contato com sangue ou fluídos corporais, uso de objetos cortantes esterilizados ou descartáveis, cuidados com amamentação, combinados com outras estratégias de prevenção  comportamentais e biomédicas como uso de profilaxia pós ou pré-exposição ao HIV, testagem regular para HIV, prevenção da transmissão vertical, imunização para Hepatite B e HPV, diagnóstico e tratamento em tempo oportuno de pessoas com IST e Hepatites Virais são estratégias preconizadas pelo Ministério da Saúde para quebrar a cadeia de transmissão do HIV e, consequentemente, eliminar a Aids”, afirma.

“Aids é o estágio de adoecimento das pessoas que não tratam a infecção pelo vírus HIV, entretanto é um problema de saúde pública que pode ser prevenido”, complementa.

Onde buscar ajuda?

A Rede SUS Maceió dispõe de testes rápidos para diagnóstico precoce, preservativos masculinos e femininos, e profissionais qualificados para tirar as dúvidas dos/as usuários/as. No Bloco I do PAM Salgadinho são disponibilizados autotestes para diagnóstico de HIV, Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), ofertas diárias de testes rápidos e tratamento especializado.  Nas UPAs Trapiche, Benedito Bentes e ambulatório do Hospital Escola Hélvio Auto são disponibilizadas a Profilaxia Pós-Exposição (PEP).

Qualquer pessoa em situação de exposição sexual ou acidente de trabalho pode procurar até 72h a PEP. Quanto antes procurar o serviço, maiores são as chances de eficácia do tratamento.

Em caso de suspeita de infecções sexualmente transmissíveis, os usuários devem procurar a unidade de saúde mais próxima para realizar testes rápidos. Se o paciente estiver com sífilis, será tratado na própria unidade de saúde. Mas se for um caso de HIV ou hepatites, o usuário é encaminhado para o Bloco I, local de referência para o tratamento dessas duas doenças.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo