Cassado vereador de Embu das Artes por quebra de decoro parlamentar após polêmica com show de Leo Santana durante o carnaval


O vereador Abidan Henrique da Silva (PSB) de Embu das Artes teve seu mandato cassado nesta quarta-feira, após ser considerado culpado de quebra de decoro parlamentar. A decisão veio após semanas de polêmica, iniciada quando o político obteve uma liminar judicial para cancelar a apresentação do cantor Leo Santana no município durante o carnaval. Posteriormente, a suspensão foi revertida pela prefeitura local na Justiça.

Com 14 votos a favor da cassação, um voto contrário e uma abstenção, Abidan terá de deixar seu cargo. O processo no Conselho de Ética da Câmara foi instaurado após o vereador ter feito declarações ofensivas, referindo-se aos demais parlamentares da cidade como “ratos” em outubro de 2023.

A cassação de um vereador é um procedimento sério e que requer uma análise minuciosa dos fatos ocorridos. Os representantes do povo devem manter um comportamento ético e respeitoso, uma vez que são responsáveis por tomar decisões que afetam diretamente a vida dos cidadãos. A quebra de decoro parlamentar é considerada uma falta grave, que pode resultar na perda do mandato.

Abidan Henrique da Silva pretende recorrer da decisão e lutar pela manutenção de seu cargo. A defesa do vereador afirma que as declarações foram mal interpretadas e que ele não teve a intenção de ofender seus colegas. Agora, cabe à justiça analisar os próximos passos e decidir se a cassação será efetivada.

A sociedade de Embu das Artes aguarda ansiosamente por desdobramentos dessa história, que impacta diretamente na representatividade política local. A cassação de um vereador é um fato raro e que gera repercussão, mostrando a importância da conduta ética por parte dos políticos eleitos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo