CAMARA DOS DEPUTADOS – Projeto de Lei propõe aplicação de flúor em pacientes idosos para prevenir doenças bucais e agravos à saúde física.


Na última terça-feira, dia 26 de fevereiro de 2024, o deputado Gilberto Nascimento (PSD-SP) apresentou na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 5763/23, que traz importantes diretrizes para a Política Nacional de Saúde Bucal do Sistema Único de Saúde (SUS). Uma das propostas mais significativas do projeto é a aplicação de flúor concentrado a cada seis meses em pacientes com mais de 60 anos.

Segundo Nascimento, o envelhecimento gera diversas mudanças fisiológicas no organismo, incluindo o enfraquecimento dos dentes e da gengiva. Por isso, é fundamental promover ações de prevenção, como a aplicação de flúor, para evitar o desenvolvimento de infecções, cáries e desgaste dos dentes nessa faixa etária.

Além disso, o PL prevê a promoção de campanhas de conscientização para toda a população sobre a importância da saúde bucal e da prevenção de doenças relacionadas à cavidade oral. Para financiar essas medidas, serão utilizados recursos do Programa Brasil Sorridente e do Fundo Nacional do Idoso, de acordo com a proposta em análise.

Durante a tramitação do projeto, ele será analisado pelas comissões de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, de Saúde, de Finanças e Tributação, e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Caso seja aprovado nessas comissões, seguirá para votação em caráter conclusivo.

Nascimento ressalta a importância de uma boa saúde bucal para a prevenção de doenças inflamatórias e infecciosas, que podem afetar todo o organismo. A falta de cuidados com a saúde bucal na terceira idade pode desencadear uma série de problemas, como cáries, sensibilidade aumentada, gengivite e outros.

Portanto, o PL 5763/23 busca garantir uma abordagem preventiva e eficaz para a saúde bucal dos idosos, visando melhorias significativas na qualidade de vida e na prevenção de complicações relacionadas à cavidade oral. A proposta segue em análise na Câmara dos Deputados e aguarda a decisão das comissões responsáveis.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo