CAMARA DOS DEPUTADOS – Deputada propõe debate sobre resultados do projeto Atena e políticas públicas para população LGBTI+ em unidades federativas

Na próxima quarta-feira (15), a Comissão de Direitos Humanos, Minorias e Igualdade Racial da Câmara dos Deputados realizará uma importante reunião para debater a situação das políticas públicas destinadas à população LGBTI+ em diferentes estados brasileiros. A deputada Erika Kokay (PT-DF) foi a responsável por solicitar esta discussão, que se mostra fundamental para avaliar os resultados do projeto Atena, em vigor desde 2021.

Desenvolvido pelo Programa Atena, o mapeamento das políticas públicas voltadas para a população LGBTI+ tem sido uma atividade constante em todas as unidades federativas. O projeto conta com o apoio do Fundo Positivo, uma instituição privada que atua no fortalecimento e financiamento de organizações da sociedade civil no campo da saúde preventiva e da diversidade.

O objetivo deste encontro é apresentar os resultados obtidos pelo Programa Atena, além de discutir boas práticas de gestão governamental nas políticas públicas para a comunidade LGBTI+. A iniciativa visa promover o diálogo entre os diversos agentes envolvidos na promoção dos direitos humanos e da diversidade sexual e de gênero.

A reunião está marcada para as 16 horas, no plenário 9 da Câmara dos Deputados, e contará com a presença de especialistas no tema, representantes de organizações da sociedade civil e membros do governo. Espera-se que a discussão resulte em propostas concretas para aprimorar as políticas públicas direcionadas à população LGBTI+ em todo o país.

O debate, solicitado pela deputada Erika Kokay, promete ser um espaço importante para a troca de ideias e a construção de soluções que possam garantir uma sociedade mais inclusiva e igualitária para todos os cidadãos, independentemente de sua orientação sexual ou identidade de gênero. Trata-se de mais um passo em direção a um Brasil mais justo e respeitoso com a diversidade.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo