CAMARA DOS DEPUTADOS – Debate sobre destino de resíduos da produção animal será realizado na Câmara dos Deputados nesta segunda-feira.

No próximo dia 4 de setembro, a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados irá discutir a questão da reciclagem dos resíduos da produção de proteína animal. O debate foi sugerido pelo deputado Carlos Gomes (Republicanos-RS) e tem como objetivo encontrar soluções para a destinação adequada desses resíduos.

De acordo com o deputado, durante o processamento de alimentos de origem animal, sempre há uma fração de resíduos de matéria orgânica que é facilmente putrescível e propícia para o desenvolvimento de micro-organismos. Além disso, esses resíduos também podem atrair insetos, roedores e aves. No entanto, Gomes enfatiza que esse problema não recebe a devida atenção das entidades de regulamentação sanitária e ambiental.

O parlamentar destaca que é necessário aproveitar de forma racional esses subprodutos da produção de proteína animal, pois isso poderia impactar positivamente no custo da carne e na preservação do meio ambiente. Ele ressalta a importância de converter o máximo de resíduos do abate em subprodutos comerciais, a fim de reduzir o impacto ambiental da indústria da carne e melhorar o rendimento econômico.

Para discutir essa questão na comissão, foram convidados representantes do Ministério do Meio Ambiente, o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e o presidente da Associação Brasileira de Animal (Abra), entre outros. A audiência será realizada no plenário 2 a partir das 14h30.

É importante ressaltar que a reciclagem dos resíduos da produção de proteína animal é fundamental para minimizar os impactos ambientais causados por essa indústria. Além disso, essa prática também pode trazer benefícios econômicos, uma vez que os subprodutos obtidos podem ser comercializados. Por isso, é fundamental que o tema seja discutido e soluções sejam encontradas.

No entanto, é necessário que haja um maior comprometimento das entidades de regulamentação e fiscalização, a fim de garantir que as empresas cumpram as normas de destinação adequada dos resíduos. Além disso, é importante que sejam criados incentivos e políticas públicas que estimulem a reciclagem e o aproveitamento dos subprodutos da produção de proteína animal.

O debate que será realizado na próxima segunda-feira é um passo importante para a conscientização e busca por soluções sustentáveis nessa área. Espera-se que as discussões levem a ações concretas e efetivas que visem a preservação ambiental e o desenvolvimento sustentável da indústria da proteína animal.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo