CAMARA DOS DEPUTADOS – “Comissão discute autorização para cultivo e comercialização de cânhamo no Brasil e seu potencial uso medicinal e industrial”

Na manhã desta terça-feira, a Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara dos Deputados se reunirá para debater um tema polêmico: a permissão para o cultivo e a comercialização do cânhamo no Brasil. O debate foi agendado a pedido do deputado Félix Mendonça Júnior (PDT-BA), levando em consideração o potencial econômico e medicinal da planta.

O deputado explicou que o cânhamo, pertencente à mesma espécie da maconha, a Cannabis sativa, possui baixo teor de tetra-hidrocanabiodiol (THC), o componente responsável pelos efeitos psicoativos. O cânhamo é amplamente utilizado na fabricação de papéis, tecidos, cordas, compostos plásticos e materiais de construção. Além disso, tem sido cada vez mais utilizado em tratamentos medicinais, como melhoria da memória, ganho de massa muscular e prevenção de doenças cardiovasculares.

Mendonça Júnior ressaltou a importância do debate, mencionando que há atualmente 11 projetos de lei em tramitação na Câmara dos Deputados que tratam da produção de canabióides. Ele enfatizou a necessidade de flexibilizar e regulamentar o uso da cannabis para fins terapêuticos e científicos no país. A demanda crescente por canabidiol (CBD) e outros canabinóides no Brasil tem levado à dependência de importações, tornando esses produtos mais caros e menos acessíveis à população.

Diversos convidados são esperados para participar do debate, que está agendado para as 17 horas no plenário 5 da Câmara dos Deputados. A lista de convidados pode ser consultada no site oficial da Câmara.

É importante destacar o impacto econômico que a legalização do cultivo e comercialização do cânhamo poderia ter no Brasil, bem como os benefícios medicinais que poderiam ser oferecidos à população. A discussão promete ser acalorada e contar com a participação de especialistas e representantes de diversos setores da sociedade.

O debate representa um passo importante para a compreensão e consideração dos benefícios que o cânhamo pode trazer para o país, tanto em termos econômicos quanto medicinais. A repercussão desse debate pode influenciar futuras decisões e políticas relacionadas ao tema.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo