CAMARA DOS DEPUTADOS – Comissão de Administração e Serviço Público realiza audiência para debater carga horária de trabalhadores da higienização em hospital no RS

No próximo dia 26, será realizada uma audiência pública na Comissão de Administração e Serviço Público para discutir a carga horária dos trabalhadores do setor de higienização do Grupo Hospitalar Conceição, localizado no estado do Rio Grande do Sul. A iniciativa de promover esse debate partiu da deputada Fernanda Melchionna, do partido Psol, que é a autora do requerimento para a realização da audiência.

De acordo com a deputada, os profissionais que atuam na área de higienização são os únicos do complexo hospitalar que trabalham 220 horas por mês, resultando em uma média de 55 horas semanais. Enquanto isso, o restante da equipe trabalha em jornadas de 44 horas semanais. Fernanda Melchionna ressalta que essa jornada exaustiva traz riscos tanto para a saúde e segurança dos trabalhadores como para os pacientes atendidos nas unidades de saúde.

A parlamentar destaca a importância da higienização como um processo fundamental para garantir condições adequadas nas unidades de saúde, principalmente em um contexto de pandemia, como o da covid-19. No entanto, ela alerta que uma jornada de trabalho tão extensa deixa os profissionais ainda mais vulneráveis, aumentando o risco de cometer erros.

A audiência pública tem como objetivo debater essa questão e buscar soluções para melhorar as condições de trabalho dos profissionais da higienização. Para isso, foram convidados especialistas da área, representantes do Grupo Hospitalar Conceição e outros envolvidos no tema.

Essa discussão se mostra relevante, uma vez que a carga horária excessiva pode comprometer não apenas a saúde e segurança dos profissionais, mas também a qualidade do serviço prestado aos pacientes. É fundamental encontrar alternativas para garantir que esses trabalhadores tenham uma jornada de trabalho justa e condizente com as exigências da profissão.

A realização dessa audiência pública é uma oportunidade importante para trazer à luz essa problemática e buscar soluções que beneficiem tanto os trabalhadores da higienização quanto os pacientes atendidos pelos hospitais do Grupo Hospitalar Conceição. Espera-se que esse debate contribua para a melhoria das condições de trabalho e para a segurança dos profissionais envolvidos nessa área tão fundamental para o funcionamento adequado das unidades de saúde.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo