Cacau Show compra Grupo Playcenter e planeja expansão de parques de diversão para outros estados a partir de 2024.

A renomada empresa de chocolates Cacau Show anunciou recentemente a aquisição do Grupo Playcenter, um marco no setor de parques de diversão no Brasil. A transação, cujo valor não foi divulgado, faz parte da estratégia da Cacau Show de expandir seu portfólio e criar experiências inovadoras para seus clientes.

Com uma rede de 4.200 lojas em todo o país, a Cacau Show é atualmente o principal canal de vendas da marca, juntamente com as vendas diretas e pela internet. A aquisição do Playcenter permitirá à empresa avançar na criação de parques de diversões e estruturas de lazer temáticas, buscando proporcionar experiências únicas aos seus consumidores.

A concretização do negócio ainda está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Enquanto aguardam a aprovação, as estruturas das duas empresas permanecerão independentes. No entanto, a expectativa é de que, após a aprovação, as marcas atuarão de forma integrada sob o comando de Alexandre Costa, fundador e CEO da Cacau Show.

Fundado há mais de 50 anos, o Playcenter foi pioneiro na criação do primeiro parque de diversões de grande porte no Brasil, em São Paulo, e marcou a infância da geração X. Após o fechamento do espaço, a empresa seguiu operando consultorias de parques de diversões em shoppings centers em São Paulo e Salvador, com os modelos Playlands e Playcenter Family.

Com a aquisição, a Cacau Show planeja assumir a operação de alimentos e bebidas dos parques do Playcenter, além de implementar atrações temáticas vinculadas ao universo dos chocolates, com a presença de personagens fantasiados como chocomonstros.

A Cacau Show estabeleceu metas ambiciosas para o futuro, com previsão de alcançar um faturamento de R$ 7 bilhões em 2024, enquanto o Playcenter almeja atingir R$ 120 milhões no mesmo período, um aumento significativo em relação aos R$ 5,5 bilhões e R$ 100 milhões faturados no ano passado.

Além disso, a empresa planeja expandir suas operações para outros estados, como o Rio de Janeiro, a partir do segundo semestre de 2024, com a expectativa de triplicar o número de funcionários do Playcenter, que atualmente é de cerca de 500 pessoas.

Com investimentos em uma megaloja em Itapevi (SP), um hotel temático em Campos do Jordão e outro resort familiar em Águas de Lindoia (SP), a Cacau Show busca reforçar a estratégia de associar as vendas de seus chocolates à experiências únicas para os consumidores.

A negociação entre Alexandre Costa e o fundador do Playcenter, Marcelo Gutglas, foi intermediada por Vanessa Costa, presidente da Associação Brasileira de Parques e Atrações (Adibra). Segundo ela, a sinergia entre Cacau Show e Playcenter resultará em uma combinação única de empresas que compartilham o propósito de proporcionar felicidade aos seus clientes.

Para o setor de parques de diversões no Brasil, a aquisição do Playcenter pela Cacau Show representa uma grande novidade e um impulso positivo para investimentos em experiências e inovações. A associação de duas marcas icônicas promete trazer um novo capítulo para a indústria de lazer e entretenimento no país.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo