Bar e restaurante é interditado após irregularidades sanitárias e alimentos vencidos em Maceió.


No último sábado, um bar e restaurante, localizado no bairro da Levada, foi alvo de uma interdição realizada pela Vigilância Sanitária de Maceió (Visa). A ação foi motivada pela identificação de várias irregularidades sanitárias e de insalubridade, além da presença de alimentos vencidos no estabelecimento.

Durante a inspeção, constatou-se que o estabelecimento não atendia aos padrões sanitários exigidos, o que representa um risco à saúde tanto dos funcionários que trabalham no local quanto dos clientes que frequentam o estabelecimento. Além disso, os equipamentos e instalações também estavam em desacordo com as normas vigentes.

“Durante a operação, verificamos que diversos produtos alimentícios estavam sendo comercializados mesmo estando fora do prazo de validade. Além disso, o espaço apresentava condições propícias para a proliferação de infecções, não oferecendo adequada circulação e armazenamento de alimentos”, ressaltou o chefe especial da Visa, Airton Santos.

Diante das irregularidades encontradas, o estabelecimento foi autuado e deverá responder a um processo administrativo. A multa a ser aplicada varia entre R$180 e R$38 mil, a depender da gravidade da infração sanitária cometida.

“Não havia nenhuma condição sanitária para que o estabelecimento continuasse funcionando, razão pela qual decidimos pela sua interdição. O risco para a saúde tanto dos consumidores quanto dos profissionais que ali trabalham é extremamente elevado. Nossa prioridade é zelar pela saúde e pela vida da população, ao mesmo tempo em que buscamos conscientizar sobre a importância de prevenir riscos sanitários. As fiscalizações realizadas pela Visa têm uma finalidade preventiva, assim como as interdições, que também desempenham um papel educativo em termos de cuidados sanitários”, enfatizou o chefe especial da Visa.

Dessa forma, fica evidente a importância do trabalho realizado pela Vigilância Sanitária na garantia da qualidade e segurança dos serviços de alimentação oferecidos à população. Ações como essa reforçam a necessidade de os estabelecimentos comerciais estarem sempre em conformidade com as normas e regulamentos sanitários, a fim de evitar possíveis problemas de saúde pública.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo