Aprovação de leis complementares abre caminho para retomada da indústria brasileira, diz ministro da Fazenda

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, fez um discurso nesta sexta-feira durante o evento de inauguração da nova sede da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) sobre a importância das leis complementares para a regulamentação da Reforma Tributária e do Marco Legal das Garantias para a retomada da indústria brasileira. Haddad destacou que a aprovação dessas leis é fundamental para melhorar a vida dos industriais no país, buscando aumentar a produção, reduzir custos, ampliar as exportações e desonerar investimentos.

Segundo o ministro, é essencial que o setor industrial acompanhe de perto a tramitação desses projetos no Congresso, para evitar que a reforma seja deturpada durante o processo legislativo. Ele ressaltou que a reforma tributária é um dos desafios para o setor industrial brasileiro, buscando reduzir a alíquota de impostos sobre produtos industriais e estimular o crescimento do setor.

Além disso, Haddad enfatizou a importância da aprovação do Marco Legal das Garantias, que permite o uso de um mesmo imóvel como garantia em mais de um financiamento e simplifica a execução de dívidas em caso de inadimplência. O ministro afirmou que os bancos e montadoras precisam se adaptar rapidamente às mudanças implementadas pelo Congresso, reduzindo os spreads para impulsionar as vendas.

Haddad também destacou que o Brasil está avançando em direção a práticas mais sustentáveis na indústria, reduzindo as emissões de carbono e tornando os produtos brasileiros mais atrativos no mercado internacional. Ele ressaltou a importância de aumentar a qualidade e eficiência da produção para atrair novamente os consumidores estrangeiros.

Em suma, o ministro da Fazenda enfatizou a importância das leis complementares para a regulamentação da Reforma Tributária e do Marco Legal das Garantias para impulsionar a indústria brasileira rumo a um cenário mais competitivo e sustentável. Acompanhar de perto a tramitação desses projetos no Congresso e se adaptar às mudanças legislativas são fundamentais para o desenvolvimento do setor industrial no país.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo