Apreensão de alimentos impróprios para o consumo em Maceió diminui graças a ações educativas da Vigilância Sanitária


A Vigilância Sanitária de Maceió (Visa) tem registrado uma redução significativa nas apreensões de alimentos impróprios para o consumo. De acordo com os dados atualizados até o final de agosto de 2023, foram apreendidas 27 toneladas de alimentos impróprios, enquanto no mesmo período do ano anterior esse número foi de aproximadamente 70 toneladas. O chefe especial da Visa, Airton Santos, atribui esse resultado às ações educativas promovidas pelo órgão, como o Curso de Boas Práticas em Manipulação de Alimentos.

Desde o início do ano, a Visa já capacitou 2.500 profissionais que atuam em lanchonetes, bares, restaurantes, produtores, distribuidores e mercados. O curso tem como objetivo ensinar as técnicas corretas de manipulação e armazenamento dos alimentos, visando garantir a segurança alimentar dos consumidores. Além disso, o órgão também destaca o alcance significativo do curso, que já capacitou cerca de 6 mil profissionais em 2023, e um total de aproximadamente 20 mil trabalhadores ao longo dos 2 anos e 8 meses da gestão JHC.

Segundo Airton Santos, as apreensões de produtos fora do prazo de validade reduziram bastante em Maceió graças às ações da Vigilância Sanitária. Ele afirma que os estabelecimentos melhoraram na higienização, manipulação e acondicionamento dos alimentos, o que é fundamental para garantir a segurança e a saúde dos consumidores. A Visa segue empenhada em promover atividades de educação em saúde, buscando sempre garantir a qualidade dos alimentos comercializados.

Uma das principais ações da Visa é o Curso de Boas Práticas, que continua sendo uma ferramenta essencial para o aprimoramento das práticas sanitárias no setor alimentício. Recentemente, o órgão promoveu mais uma capacitação em boas práticas sanitárias destinada a 100 profissionais que atuam em restaurantes, bares e lanchonetes. O treinamento teve como objetivo melhorar as condições de higiene dos estabelecimentos, o armazenamento correto dos alimentos, o controle do prazo de validade dos produtos e o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) pelos funcionários.

Ao final da capacitação, os profissionais receberam o certificado de Boas Práticas em Manipulação de Alimentos. Essa iniciativa da Visa evidencia o compromisso do órgão em promover a segurança alimentar e a saúde dos consumidores. Com a capacitação de um número cada vez maior de profissionais do setor, Maceió caminha em direção a um sistema alimentar mais seguro e saudável para todos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo