ALAGOAS – Secretaria de Educação promove Semana da Pessoa Surda com atividades especiais e inclusivas


A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) está promovendo a Semana da Pessoa Surda, que acontece até sexta-feira (29). A ação está sendo realizada em parceria com o Centro de Capacitação dos Profissionais da Educação e de Atendimento às Pessoas Professora Joelina Cerqueira (CAS) e tem como objetivo promover atividades especiais para estudantes surdos.

Na quarta-feira (27), foi realizada uma grande ação recreativa com o intuito de promover inclusão e diversão para os surdos e seus familiares. O evento contou com atividades desportivas como circuito funcional, vôlei de praia, beach tênis, dança e brincadeiras na areia. Momentos de confraternização como esse têm sido indispensáveis para o desenvolvimento social dos surdos, proporcionando a eles momentos de socialização, interação e lazer.

A gestora do CAS, Flávia Barbosa, ressalta a importância dessas atividades para os estudantes surdos e seus familiares. Ela destaca que a semana proporciona uma oportunidade de socializar, interagir e se divertir, além de incluir esses alunos numa sociedade que muitas vezes apresenta resistência em fazê-lo. Os estudantes demonstram grande interesse e aproveitam ao máximo as atrações oferecidas. Para Alessandra Pimentel, mãe de Gabriel Pimentel, um dos estudantes surdos, a semana de atividades é de extrema importância, pois proporciona representatividade ativa e inclui os surdos num ambiente que muitas vezes os exclui.

Na quinta-feira (28), serão realizadas oficinas de libras no CAS, destinadas às pessoas que já têm noções básicas da língua. As aulas serão ministradas pelos professores surdos ao longo do dia. Já na sexta-feira (29), será realizado um momento comemorativo aos 17 anos do centro, com a presença especial de todos os professores que fizeram parte dessa história.

As atividades promovidas durante a Semana da Pessoa Surda pela Secretaria de Educação têm como objetivo principal promover a inclusão social e o desenvolvimento dos estudantes surdos. Esses momentos de confraternização e lazer têm se mostrado fundamentais para promover a socialização e a interação entre os surdos e seus familiares. A Semana também busca valorizar a língua de sinais e difundir a importância da libras na comunicação e na inclusão dos surdos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo