ALAGOAS – “Professores da rede estadual levam experiências exitosas para o evento Sinpete 2023 na área da Educação”

Os professores da rede estadual de ensino estão levando suas experiências exitosas para o Sinpete 2023, um dos principais eventos da Semana de Ciência e Tecnologia que está acontecendo em Alagoas. A Semana Interinstitucional de Pesquisa, Tecnologia e Inovação na Educação Básica tem a parceria da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e tem sido um espaço para a exposição de práticas bem sucedidas de professores e escolas estaduais.

Uma das escolas que está apresentando seus resultados no evento é a Escola Estadual Teotônio Vilela, do Cepa. Nesta quarta-feira, os professores mostraram aos visitantes os resultados alcançados na disciplina eletiva “Construindo com Ciências”. A professora Renata Pedrosa trabalha de forma lúdica e experimental, contando também com o apoio de alunos da licenciatura em Biologia da Ufal por meio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid). A eletiva é um exemplo de protagonismo dos alunos, que têm a chance de escolher os temas que desejam estudar.

Além disso, o evento também proporcionou um momento de intercâmbio entre as escolas, como foi o caso da Escola Estadual Valdecy Gomes, do Pilar, que visitou a apresentação dos experimentos da Escola Estadual Teotônio Vilela. Para os professores e alunos, essa troca de experiências é muito importante, pois mostra que a universidade e o ensino superior não são um sonho distante.

Outros professores também expuseram seus projetos de pesquisa durante o evento. O professor Genisson Panta, da Escola Estadual Edmilson Pontes, apresentou o projeto “Rios invisíveis: análise ambiental do riacho do Silva, Maceió”. O projeto é desenvolvido em parceria com o Programa de Iniciação Científica Junior (Pibic Jr) e tem como objetivo mapear o uso do solo por meio de imagens de satélites e construção de maquetes, integrando esses dados à pesquisa fluvial de rios urbanos.

Já o professor Emanuel Cunha, da Escola Estadual Rodriguez de Melo, levou os trabalhos desenvolvidos pelo Grupo de Astronomia Skorpius. Os estudantes têm desenvolvido atividades de divulgação da ciência por meio da astronomia, como a construção de lunetas com materiais de baixo custo e a comparação das distâncias e tamanhos dos planetas tendo o Sol como referência.

O Sinpete é um projeto que tem o objetivo de fortalecer projetos de estímulo à iniciação científica e tecnológica na Educação Básica, valorizando o conhecimento científico e o protagonismo estudantil. O evento é realizado em parceria com várias instituições de educação e pesquisa, como a UFAL, o IFAL, a UNEAL, a UNCISAL, a SEDUC-AL e a FAPEAL. A conexão entre a Educação Básica e a Educação Superior é fundamental para o desenvolvimento desses projetos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo