ALAGOAS – Polícia Militar realiza Operação Paz nas Escolas em 140 instituições de ensino em Alagoas, garantindo segurança e tranquilidade.


Na manhã desta quarta-feira (05), a Polícia Militar de Alagoas deu início à segunda edição da Operação Paz nas Escolas, uma iniciativa que visa reforçar a segurança em instituições de ensino das redes pública e privada na Região Metropolitana de Maceió. A operação conta com a presença de 339 policiais militares, distribuídos em 24 guarnições motorizadas e 270 patrulheiros a pé, que atuam em 140 escolas localizadas em Maceió, Paripueira, Barra de Santo Antônio e Marechal Deodoro.

O objetivo principal da Operação Paz nas Escolas é promover um ambiente escolar seguro e tranquilo para alunos, professores e funcionários. O comandante de Policiamento da Região Metropolitana, coronel Maciel Pantaleão, enfatizou a importância da presença policial nos horários de entrada e saída dos alunos, assim como do patrulhamento ostensivo e preventivo nas escolas. Essas ações contribuem para fortalecer o vínculo entre a Polícia Militar e a comunidade escolar, proporcionando mais segurança a todos os envolvidos.

Esta não é a primeira vez que a PM de Alagoas realiza a Operação Paz nas Escolas. Em abril deste ano, a primeira edição da ação reforçou a segurança de 104 escolas estaduais, 146 municipais e 266 particulares em diversas cidades da região. A iniciativa é uma parceria da Secretaria de Segurança Pública (SSP) com a PM, por meio do Comando de Policiamento da Região Metropolitana e do Batalhão de Polícia Escolar (BPEsc), e inclui não apenas o policiamento ostensivo, mas também visitas comunitárias às escolas.

O coronel Maciel Pantaleão ressaltou que a Operação Paz nas Escolas tem como objetivo principal promover um ambiente de paz e tranquilidade nas instituições de ensino, contribuindo para o bem-estar de toda a comunidade escolar. A presença da Polícia Militar nas escolas demonstra o compromisso das autoridades em garantir a segurança e a proteção de todos os envolvidos no ambiente escolar.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo