ALAGOAS – “Polícia Ambiental apreende seis armas, um simulacro e resgata cinco aves silvestres em ações nas regiões Metropolitana e Zona da Mata”


Polícia Ambiental apreende seis armas, um simulacro e resgata cinco aves silvestres

Na última terça-feira (14), a Polícia Militar de Alagoas intensificou o combate aos crimes ambientais com uma série de ações realizadas pelo Batalhão de Polícia Ambiental (BPA). O saldo dessas operações resultou na apreensão de seis armas de fogo e um simulacro, além do resgate de cinco aves silvestres. As ocorrências foram registradas nos municípios de São José da Laje, União dos Palmares, Ibateguara e Pilar, nas regiões Metropolitana e Zona da Mata.

Em parceria com o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), as aves resgatadas foram encaminhadas para receber cuidados e tratamento adequados. Entre elas, foram recuperados cinco pássaros silvestres, três da espécie papa-capim e dois da espécie patativa. Além disso, diversas armas de fogo foram retiradas de circulação, incluindo espingardas calibre 28 e 36, bem como armas de fabricação artesanal.

Durante as ações, os policiais foram informados sobre uma atividade de caça ilegal em uma localidade, o que resultou na apreensão de mais armas e na condução de um indivíduo ao Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp). Outro caso ocorreu durante uma fiscalização na zona rural, onde um grupo empreendeu fuga ao notar a aproximação policial, resultando na apreensão de quatro armas artesanais.

No município de Pilar, a guarnição Ambiental 02 se deparou com um transeunte em atitude suspeita, que admitiu utilizar um simulacro de arma de fogo para efetuar assaltos. Ele foi contido e abordado, sendo posteriormente conduzido à Central de Flagrantes em Maceió.

As ações da Polícia Ambiental reforçam o compromisso e a atuação firme no combate aos crimes ambientais em todo o estado de Alagoas. A colaboração entre as autoridades locais, o Ibama e o IMA/AL é fundamental para preservar a fauna e flora da região, e para combater práticas ilegais que colocam em risco a biodiversidade e o equilíbrio ambiental.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo