ALAGOAS – MinC lança Política Nacional Aldir Blanc em evento com presença de autoridades e atrações musicais em Brasília.


No dia 25 de outubro de 2023, o Ministério da Cultura (MinC) lançou a Política Nacional Aldir Blanc de Fomento à Cultura (PNAB) em um evento no Museu Nacional da República, em Brasília. A PNAB é a maior iniciativa direcionada ao setor cultural do Brasil e irá destinar R$ 15 bilhões a estados, municípios e Distrito Federal até 2027. A cerimônia contou com a presença da ministra da Cultura, Margareth Menezes, autoridades, artistas, parlamentares e representantes do MinC e suas entidades vinculadas.

Durante o evento, a ministra Menezes destacou que a implementação da PNAB é resultado do esforço coletivo da sociedade civil, parlamentares e artistas em prol da cultura brasileira. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não pôde comparecer devido a uma cirurgia, enviou um discurso que foi lido durante a solenidade. No discurso, Lula ressaltou que a PNAB é um pacto federativo que busca corrigir as distorções históricas e reconhecer aqueles que lutaram para manter viva a cultura brasileira durante a pandemia.

A PNAB recebeu o nome de Aldir Blanc em homenagem ao músico, poeta, escritor, cronista, compositor e letrista que faleceu em 2020 devido à Covid-19. Aldir Blanc foi lembrado em dois vídeos emocionantes durante o evento, com depoimentos de artistas renomados da música brasileira. Sua viúva, Mary Sá Freire, subiu ao palco e fez um discurso emocionado, afirmando que Aldir estaria orgulhoso e feliz com a implementação da política e que a cultura terá um papel fundamental na melhoria do país.

A PNAB tem como objetivo fortalecer e promover a riqueza cultural do Brasil. Os recursos serão repassados de forma descentralizada, com a participação de estados, municípios e Distrito Federal. Para receber os recursos, os entes federativos devem cadastrar os planos de ação na plataforma TransfereGov, que servirão de base para o Plano Anual de Aplicação dos Recursos. Os valores começarão a ser repassados a partir de 2024, quando serão lançados editais, prêmios e chamamentos públicos.

A deputada Jandira Feghali, autora da lei que deu origem à PNAB, ressaltou que a iniciativa é duradoura e valoriza a diversidade cultural brasileira. O lançamento da PNAB contou ainda com apresentações musicais de Moacyr Luz e Samba do Trabalhador e da cantora Dhi Ribeiro.

A PNAB representa um marco para o setor cultural do Brasil, fortalecendo e promovendo a diversidade cultural do país. Os investimentos previstos irão impulsionar a economia criativa e elevar o papel da cultura no desenvolvimento nacional. O lançamento da política é resultado do esforço conjunto da sociedade civil, parlamentares e artistas, que lutaram pela democratização e valorização da cultura durante a pandemia.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo