ALAGOAS – Governo de Alagoas incentiva participação pública na revisão do Plano Estadual de Cultura visando fortalecer o cenário cultural.

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa de Alagoas (Secult), está incentivando a participação pública na revisão do Plano Estadual de Cultura. O objetivo é garantir transparência e envolver a comunidade nesse processo de elaboração do novo documento.

O Plano Estadual de Cultura foi instituído pelo Decreto nº 27.736 em 29 de agosto de 2013. Agora, a Secult busca aprimorar esse plano com o auxílio dos alagoanos. Foi lançada uma consulta pública para que a população possa contribuir com sugestões e melhorias. As contribuições recebidas durante essa consulta serão analisadas e incluídas nas propostas aprovadas durante a V Conferência Estadual de Cultura, que ocorrerá nos dias 4 e 5 de dezembro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Maceió.

De acordo com a secretária de Estado da Cultura e Economia Criativa, Mellina Freitas, essa é uma oportunidade única para influenciar e fortalecer o desenvolvimento do cenário cultural do estado. A consulta pública visa garantir que o Plano Estadual de Cultura de Alagoas reflita efetivamente as aspirações e necessidades da comunidade.

Os interessados em contribuir com a consulta devem enviar suas propostas e sugestões até o dia 30 de novembro de 2023 para o e-mail pec.alagoas@gmail.com.

Além da consulta pública, a Secult também está realizando as Conferências Intermunicipais de Cultura, em parceria com os municípios. Essas conferências estão acontecendo em diferentes regiões do estado e têm como objetivo deliberar sobre ações que impactam tanto os municípios quanto o estado como um todo. Durante essas conferências regionais, são escolhidos delegados que representarão suas respectivas regiões na conferência estadual.

Com essa iniciativa, o governo busca promover a participação efetiva da sociedade na construção do Plano Estadual de Cultura, valorizando a diversidade e o potencial cultural de Alagoas. A transparência e a colaboração são fundamentais para fortalecer a cultura e garantir que o plano represente os interesses e necessidades da comunidade.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo