ALAGOAS – Governador Paulo Dantas comenta resultados da operação contra Braskem e reforça compromisso de reparação pelos danos ambientais causados.

Nesta quinta-feira (21), o governador Paulo Dantas repercutiu os resultados da operação da Polícia Federal que recolheu documentos na empresa Braskem, após os graves crimes ambientais cometidos em Maceió. A operação intitulada “Lágrimas de Sal” cumpriu 14 mandados judiciais de busca e apreensão em Maceió, Rio de Janeiro e Aracaju.

O governador demonstrou preocupação em relação às suspeitas de omissão e falsificação de documentos por parte da Braskem, afirmando que a empresa agiu indevidamente para explorar o solo alagoano. Ele reafirmou o compromisso do Governo de Alagoas em buscar a reparação dos danos causados à população alagoana e aos municípios afetados.

Paulo Dantas destacou a atuação do Grupo de Trabalho de Combate ao Crime da Braskem, criado pelo Governo de Alagoas para acompanhar as investigações e trabalhar em prol da justiça e da reparação dos danos. Ele ressaltou que não permitirá que a empresa saia impune e que ela deverá responder por suas ações em todas as dimensões da justiça.

A Braskem enfrenta acusações por um gigantesco crime ambiental, fruto de mais de 40 anos de extração de sal gema em Maceió. Os rompimentos das minas provocaram o afundamento de ruas, casas e a destruição de milhares de imóveis, resultando na desocupação de cinco bairros da capital. Mais de 60 mil pessoas foram diretamente impactadas, obrigadas a deixar suas residências. Além disso, no dia 10 deste mês, o teto da mina 18 cedeu dentro da Lagoa Mundaú, agravando o afundamento de parte do solo no Mutange.

A empresa está sob investigação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal por crimes ambientais, e também precisa apresentar uma resposta ao Tribunal de Contas da União devido aos prejuízos causados ao patrimônio da União.

A atuação do governador Paulo Dantas demonstra a firme busca por justiça e reparação diante de um dos maiores desastres ambientais da história de Alagoas. A população aguarda por respostas e medidas que possam amenizar os prejuízos causados pela Braskem.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo