ALAGOAS – “Exposição ‘Amor preto cura’ encanta público no Museu da Imagem e do Som de Alagoas”

No Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa), está em cartaz a exposição “Amor preto cura”, da artista alagoana Joyce Nobre. A abertura da mostra aconteceu na última sexta-feira (1º) e contou com a apresentação musical da artista Mary Alves, que trouxe uma mistura de ritmos afro-brasileiros com música alagoana. O público presente teve a oportunidade de apreciar telas, artesanatos e roupas pintadas pela artista, além de conhecer a história por trás de cada peça artesanal.

A proposta da exposição é proporcionar uma imersão nas nuances do amor preto e seu significado para a existência e força das pessoas pretas. Cada obra de arte pintada a óleo retrata um pouco da celebração do amor entre pessoas pretas, apresentando personagens e elementos da cultura afro-brasileira.

Ísis Florescer, atriz e escritora, destaca a importância da exposição ocupar um espaço de afeto e acolhimento para vidas e corpos negros. A maioria das telas expostas celebra mulheres negras em sua força, delicadeza e busca por autonomia e independência. As obras são um convite a enxergar a beleza de ser quem somos, misturando a cultura e o legado ancestral afro-brasileiro para anunciar a potência do pertencimento e de ser quem somos.

Para Joyce Nobre, a exposição tem como objetivo provocar as pessoas falando do amor que cura. Cada peça pintada traz o amor que resiste, o amor dos ancestrais e tudo o que eles passaram para que hoje estivéssemos aqui. O nome da exposição é impactante e carrega o conceito de que o amor não desiste, ele luta e cura. É muito importante que nos vejam e que fale sobre o amor na nossa perspectiva de povo preto.

A exposição está acontecendo no Misa, em Jaraguá, e tem entrada gratuita. As 12 obras ficarão em exposição até o dia 10 de outubro, e podem ser visitadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Além da pintura em telas, a artista também realiza pinturas em roupas e murais pela cidade, levando sua arte para encantar as pessoas e colorir os espaços urbanos.

Joyce Nobre é uma artista visual, artesã e mulher preta que expressa sua criatividade por meio das artes visuais. Iniciou sua transição de carreira em 2020, abandonando a profissão de vendedora de sacolé gourmet. Suas peças já estão espalhadas entre artistas renomados, como Chico César, Mariana Aydar e a artista alagoana Mel Nascimento. Além disso, assina outras exposições, como a “Sagrado Feminino”, que retrata de forma singela as contradições do feminino e o belo na delicadeza e força da feminilidade.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo