ALAGOAS – “Esclarecimento: Vídeo sobre mamografias sem agendamento é do Hospital da Mulher do Maranhão, não de Maceió”


No dia 18 de outubro de 2023, um vídeo começou a circular nas redes sociais, causando confusão e preocupação entre as mulheres alagoanas. Nas imagens, um médico fazia um chamamento para a realização de mamografias sem agendamento prévio. No entanto, a Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau) veio a público esclarecer que o vídeo, na verdade, foi gravado no Hospital da Mulher do Maranhão, localizado na cidade de São Luís.

De acordo com a Sesau, para realizar uma mamografia no Hospital da Mulher Drª Nise da Silveira, em Maceió, é necessário ter um encaminhamento médico. A unidade hospitalar libera diariamente 40 fichas para o exame, sendo 10 para pacientes prioritárias e 30 para as demais pessoas. A direção do hospital alerta que as mulheres interessadas devem procurar atendimento médico, solicitar a mamografia e, somente após a solicitação, se dirigirem à unidade com um documento oficial, comprovante de residência e o Cartão SUS.

É importante lembrar que, de acordo com o Ministério da Saúde (MS), as mulheres entre 50 e 69 anos devem fazer uma mamografia a cada dois anos. No entanto, o exame também pode ser feito periodicamente, caso haja recomendação médica, independentemente da faixa etária. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece todo o suporte necessário para a prevenção, avaliação, diagnóstico e tratamento de casos de alterações mamárias.

A mamografia é um exame fundamental para a detecção precoce de câncer de mama, o que aumenta consideravelmente as chances de sucesso no tratamento. Por isso, é importante que as mulheres fiquem atentas à realização periódica do exame, seguindo as recomendações médicas.

É válido ressaltar que, apesar da confusão gerada pelo vídeo equivocado, o Hospital da Mulher de Maceió continua atendendo normalmente e oferecendo seus serviços de forma segura e eficiente. Assim, as mulheres devem buscar o atendimento médico e seguir as orientações para a realização da mamografia no local.

A Sesau reforça a importância de checar a veracidade das informações antes de compartilhá-las nas redes sociais, evitando assim a disseminação de fake news e confusões desnecessárias. A saúde deve sempre ser tratada com seriedade e responsabilidade, e contar com informações corretas é fundamental para garantir o cuidado adequado à população.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo