ALAGOAS – Dia de Santo Antônio: doadores de sangue são recebidos com lanche junino e música na Unidade Trapiche do Hemoal.


No dia de Santo Antônio, os doadores de sangue que compareceram à Unidade Trapiche do Hemocentro de Alagoas (Hemoal) nesta quinta-feira (13) foram recepcionados de forma especial. A ação faz parte das comemorações alusivas ao Dia Mundial do Doador de Sangue, que será celebrado na sexta-feira (14).

A recepção aos doadores contou com música junina e lanche, criando um ambiente festivo e acolhedor. O cantor Igbonan Rocha se voluntariou para realizar uma apresentação musical em homenagem aos doadores, destacando a importância desse gesto solidário.

Em meio às comemorações, a doadora voluntária de sangue Rosilete Silva foi homenageada pelo Hemoal. Ela foi a primeira a comparecer à Unidade Trapiche nesse dia e recebeu uma medalha em reconhecimento à sua contribuição. Emocionada, Rosilete expressou sua gratidão e destacou a importância de doar sangue para salvar vidas.

Para ser um doador de sangue, é necessário atender aos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Os voluntários precisam ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar mais de 50 quilos e apresentar um documento oficial com foto. Além disso, algumas condições de saúde, como contrair certas doenças após os 11 anos de idade, podem impedir a doação.

A médica hematologista do Hemoal, Alexandra Ludugero, ressaltou a importância da doação de sangue e explicou que algumas situações, como ter feito tatuagem recentemente, podem impedir temporariamente a doação. Mesmo diante de algumas restrições, a presença dos voluntários na Unidade Trapiche é fundamental para salvar vidas e garantir o abastecimento de sangue para quem precisa.

O Dia Mundial do Doador de Sangue é uma oportunidade não apenas de reconhecer e homenagear os doadores, mas também de conscientizar a população sobre a importância desse gesto solidário. A ação realizada no Hemoal foi um momento de celebração e gratidão a todos que contribuem para salvar vidas por meio da doação de sangue.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo