ALAGOAS – Alagoas Alcança Cobertura Vacinal de 90% Contra Febre Aftosa e Avança Rumo ao Reconhecimento Internacional sem Vacinação

Na última quarta-feira, dia 15 de maio de 2024, o estado de Alagoas atingiu a cobertura vacinal exigida pelo Ministério da Agricultura e Pecuária para a campanha de vacinação contra a febre aftosa. Mais de 90% do rebanho alagoano foi vacinado durante a etapa antecipada da campanha, realizada no mês de abril.

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) comemorou a conquista, destacando que o índice de cobertura vacinal pode ser ainda maior após a análise final dos dados. O rebanho do estado é composto por mais de 1,3 milhão de animais, entre bovinos e bubalinos.

A antecipação da campanha de vacinação foi determinada pelo Mapa e contou com o apoio do governador Paulo Dantas, além de entidades do setor produtivo, como a Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (Faeal) e a Associação dos Criadores de Alagoas (ACA). A vacinação ocorreu no período de 15 a 30 de abril, com duração de apenas 15 dias, sem possibilidade de prorrogação.

Com o fim da imunização contra a febre aftosa, Alagoas e outros 11 estados brasileiros, além de parte do Amazonas, avançaram no Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (PE PNEFA) e se tornaram totalmente livres da doença sem vacinação. Isso facilita o comércio e o trânsito de animais entre os estados.

O reconhecimento internacional do status sanitário livre de febre aftosa sem vacinação é feito pela Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA), e o Brasil planeja apresentar o pleito em agosto de 2024. Caso seja aprovado, o resultado será anunciado em maio de 2025. Isso abrirá portas para que os produtos pecuários brasileiros acessem mercados mais exigentes em todo o mundo.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo