Afundamento do solo da mina 18 atinge 1,69m e alerta máximo continua em Mutange


O mais recente boletim da Defesa Civil, divulgado às 9h deste domingo, informa que o afundamento do solo na mina 18 atingiu 1,69 metros, com uma taxa de velocidade constante de 0,7 centímetros por hora. Nas últimas 24 horas, o movimento registrado foi de 10,8 centímetros.

Diante desse cenário, a Defesa Civil mantém o estado de ALERTA MÁXIMO, devido ao risco iminente de colapso da mina 18, localizada na área do antigo campo do CSA, no bairro do Mutange.

Nesse contexto, a orientação permanece a mesma: a população deve evitar transitar na área desocupada até que haja uma nova atualização por parte da Defesa Civil. Paralelamente, estão sendo aplicadas medidas de controle e monitoramento para reduzir a ameaça.

A equipe de análise da Defesa Civil destaca que essas informações se baseiam em dados coletados por meio de instrumentos e tecnologias de monitoramento de última geração. A prioridade das autoridades é garantir a segurança e o bem-estar da população, por isso, toda a operação de monitoramento e controle da situação está em curso.

A situação na região do bairro do Mutange é motivo de alerta e preocupação, não apenas pelas autoridades, mas também pela população local. O risco de colapso da mina 18 requer atenção constante e medidas preventivas eficazes.

Diante desse quadro, a Defesa Civil enfatiza a importância da colaboração e entendimento por parte de todos os moradores da região afetada. É fundamental que a população siga todas as orientações das autoridades e evite transitar em áreas de risco.

O monitoramento permanente do solo e a adoção de medidas preventivas são essenciais para mitigar os possíveis impactos de um colapso na mina 18. Até que a situação seja normalizada, a atenção e a colaboração de todos são fundamentais para garantir a segurança de todos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo