ABNT lança norma inédita em parceria com o Governo de Alagoas e Instituto Nós por Elas para combate à violência contra mulheres.


Na terça-feira (14), o Centro de Convenções em Maceió foi palco do lançamento da cartilha (ABNT PR 1019:2023) com normas voltadas às boas práticas no combate à violência contra as mulheres. Fruto de uma parceria entre o Governo de Alagoas e o Instituto Nós por Elas, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) se juntou a iniciativa que contou com a presença do governador Paulo Dantas, representado pela secretária de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social, Kátia Born, e pela primeira-dama Marina Dantas.

Durante a solenidade, a secretária Kátia Born destacou o pioneirismo de Alagoas ao ter mais mulheres do que homens no primeiro escalão do Poder Executivo, com 15 mulheres secretárias de Estado. Ela ressaltou a importância das normas para conscientizar a sociedade sobre o papel da mulher no mundo e a necessidade de erradicar a violência contra a mulher.

A norma ABNT PR 1019 foi desenvolvida com a colaboração de especialistas comprometidos com a causa e fornece diretrizes essenciais para garantir a segurança, proteção e os direitos das mulheres em diferentes contextos. O presidente da ABNT, Mario William Esper, ressaltou a importância do evento e agradeceu o Governo de Alagoas pelo engajamento e sensibilidade em promover o lançamento da prática recomendada em todo o território nacional.

Além disso, as Secretarias de Estado da Mulher e Direitos Humanos (Semudh), de Estado do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Sedics) e a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) estiveram à frente da organização do evento junto com a ABNT e o Instituto Nós por Elas. Gestoras das pastas estaduais falaram sobre a importância do lançamento da cartilha e destacaram a necessidade de envolver o setor público, o setor privado e organizações não governamentais no combate à violência contra a mulher.

A atriz e modelo Luiza Brunet, embaixadora do Nós por Elas, também participou do evento e elogiou a iniciativa do Governo de Alagoas em ser o estado que lançou essa importante cartilha. Ela destacou o pioneirismo de Alagoas e a importância das normas que as empresas terão que seguir com o selo de responsabilidade social de promover o combate à violência contra a mulher dentro das empresas.

Dessa forma, fica evidente a importância do evento e das normas para promover a conscientização e combater a violência contra as mulheres, além do engajamento do Governo de Alagoas e das entidades envolvidas na luta por um ambiente mais seguro e igualitário para as mulheres.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo