1ª Reunião da Câmara Técnica de Segurança de Barragens discute implementação da Lei Estadual em Alagoas, sob supervisão da Semarh.


Nesta quinta-feira (13), a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh) sediou a primeira reunião da Câmara Técnica de Segurança de Barragens no Estado. O encontro teve como principal objetivo discutir e elaborar uma proposta de implementação da Lei Estadual de Segurança de Barragens em Alagoas.

A Política Estadual, que foi publicada no Diário Oficial Eletrônico em 10 de abril de 2024, através da Portaria Semarh Nº 143/2024, criou a Câmara Técnica que envolve diversas esferas estaduais, estabelecendo parcerias e colaborações estratégicas na formulação de políticas públicas.

Gino César, secretário da Semarh, ressaltou a importância da Câmara Técnica de Segurança de Barragens em Alagoas, destacando que essa é uma iniciativa fundamental para promover a transparência, a colaboração e a efetividade das ações voltadas para a segurança das barragens no estado, visando proteger os alagoanos e o meio ambiente.

No encontro, representantes de órgãos como Instituto do Meio Ambiente de Estado de Alagoas (IMA/AL), Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea/AL) e outros discutiram e definiram os rumos da política para a segurança hídrica e ambiental do estado.

Durante a reunião, foi apresentado aos participantes o propósito da formação da Câmara Técnica, ressaltando a urgência dessa iniciativa para a segurança das barragens do estado. Além disso, uma mesa-redonda foi realizada, permitindo que representantes de diversas esferas discutissem ativamente a composição do grupo e a definição de prioridades.

A diversidade de perspectivas e conhecimentos reunidos nesse espaço de discussão certamente será benéfica para a criação de estratégias e políticas mais eficazes para promover a segurança da população alagoana. O diálogo e a colaboração entre os diversos setores representados prometem ser fundamentais para o sucesso dessa iniciativa.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo