ALAGOAS – “Beatriz Santana se torna a primeira mulher negra a comandar o Samu Maceió em 20 anos de história”


Samu Maceió tem primeira mulher negra no comando em quase 20 anos do órgão

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Maceió está passando por uma mudança histórica em seus quadros. Pela primeira vez em quase duas décadas, uma mulher negra assume o comando do órgão. A enfermeira Beatriz Santana de Souza Lima é a pioneira nessa conquista, além de também ser a primeira enfermeira a assumir a coordenação do Samu na região.

Beatriz Santana possui uma extensa formação acadêmica, sendo doutoranda da Universidade de São Paulo (USP), mestre em enfermagem, e especialista em urgência e emergência, saúde da mulher e obstetrícia. Com 12 anos de experiência, a enfermeira já atuou como coordenadora de enfermagem do Samu entre 2017 e 2019 e é servidora pública da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal). Além de sua carreira profissional, ela é mãe da pequena Maria Tereza.

A nomeação de Beatriz foi elogiada pelo Secretário de Estado da Saúde, Gustavo Pontes de Miranda, que enfatizou a importância histórica e a representatividade de ter uma mulher negra liderando um cargo de destaque no setor. Essa conquista demonstra a diversidade, fortalece a tomada de decisões e promove equidade na gestão da saúde pública em Alagoas.

A própria enfermeira expressou sua honra em assumir o cargo, afirmando que se sente parte importante do serviço pré-hospitalar e que está disposta a manter a excelência do atendimento prestado pelo Samu em Alagoas. Beatriz substitui o médico Jhonat Thaylson da Silva na coordenação geral do órgão.

O Samu é uma importante organização de atendimento de urgência e emergência, com o objetivo de chegar precocemente às vítimas após situações que possam levar a sofrimento, sequelas ou morte. Com equipes formadas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores socorristas, o Samu realiza atendimentos em qualquer lugar de Alagoas, abrangendo situações clínicas, cirúrgicas, traumáticas, obstétricas, pediátricas, psiquiátricas, entre outras.

A nomeação de Beatriz Santana representa não apenas uma conquista pessoal, mas também um passo importante rumo à diversidade e inclusão no serviço de saúde pública. A chegada de uma mulher negra no comando do Samu Maceió simboliza a abertura de espaços estratégicos para diferentes perfis na gestão da saúde, inspirando e rompendo barreiras para futuras lideranças.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo