Lula faz autocrítica e propõe estratégias para eleições municipais de 2024 durante conferência do PT, citando desafios e polarização com Bolsonaro.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um discurso durante a Conferência Eleitoral do PT para as eleições municipais de 2024, pedindo uma autocrítica do partido. Ele citou pesquisas de opinião que mostram que pessoas com renda acima de dois salários mínimos já não querem votar em candidatos do PT. Além disso, Lula enfatizou que o partido não consegue estabelecer um diálogo com os evangélicos. O presidente ressaltou que até mesmo “um metalúrgico que ganha R$ 8 mil” já não quer votar no partido.

Ao lado de ministros, parlamentares, governadores do PT e do vice, Geraldo Alckmin, filiado ao PSB, Lula discursou no primeiro dia do evento. Ele questionou se o partido está falando aquilo que o povo quer ouvir e se a legenda realmente sabe como dialogar com os evangélicos. Ressaltou a importância de voltar a fazer o “trabalho de base” e sinalizou incômodo com a desconexão com parte da população.

Lula também levantou a questão do tamanho da bancada do PT na Câmara, afirmando que o partido precisa se perguntar por que elegeu apenas 70 deputados. Ele ressaltou a polarização entre petistas e apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2026.

A presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann, também fez críticas durante seu discurso, afirmando que Lula fez “muito” em 11 meses para “resgatar o Brasil da destruição bolsonarista” e defendendo que Bolsonaro seja preso.

Lula já definiu que vai se envolver diretamente em pelo menos duas campanhas municipais: a de São Paulo e a de São Bernardo do Campo, no ABC paulista. O foco do ex-presidente será em locais onde o confronto com o bolsonarismo for claro. Ele também pretende participar de eventos e gravações para propaganda eleitoral da campanha de Guilherme Boulos em São Paulo.

Além disso, Lula considera questão de honra a conquista em São Bernardo do Campo, cidade onde iniciou sua vida política, e pretende se empenhar na campanha do petista Emídio de Souza em Osasco, na Região Metropolitana. Após a eleição, Lula ainda afirmou que no próximo ano terá foco nas viagens nacionais e vai percorrer o país para a inauguração de obras.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo