DIREITOS HUMANOS – Castelo Mourisco, da Fiocruz, receberá projeção de frases antirracistas para Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra.

Castelo Mourisco, no Rio de Janeiro, recebe projeção de frases antirracistas em comemoração ao Dia da Consciência Negra

Nesta segunda-feira (20), o Castelo Mourisco, ícone arquitetônico localizado no Rio de Janeiro e sede da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), foi palco de uma ação inovadora. Em comemoração ao Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, o prédio recebeu a projeção de frases antirracistas, em uma iniciativa pioneira para fomentar reflexões sobre a questão racial na sociedade.

As frases projetadas, como “Ações afirmativas já”, “Racismo é crime”, “Fiocruz antirracista”, “Pela saúde da população negra” e “Ancestralidade e Resistência”, foram exibidas na fachada do Castelo Mourisco, que é visível para quem passa pela Avenida Brasil, uma das principais vias que liga a região central do Rio de Janeiro às zonas norte e oeste da cidade.

Hilda Gomes, da Coordenação de Equidade, Diversidade, Inclusão e Políticas Afirmativas (Cedipa/Fiocruz), explicou a escolha das frases, destacando o objetivo de provocar reflexões sobre o racismo na sociedade. “Desta vez, nós resolvemos inovar e projetar frases que têm o objetivo de fomentar e provocar reflexões na sociedade com relação às questões que envolvem o racismo”, disse Hilda.

Além disso, a representante da Cedipa, Roseli Rocha, enfatizou a importância da visibilidade dada às pautas do movimento negro e reforçou o compromisso da Fiocruz com práticas antirracistas. “Uma oportunidade importante para dar visibilidade às pautas do movimento negro e mostrar o compromisso da Fiocruz com as práticas antirracistas. Vidas negras importam!”, afirmou Roseli.

A ação também contou com o apoio do presidente da Fiocruz, Mario Moreira, que divulgou uma carta aberta à sociedade manifestando o compromisso da instituição com a promoção da igualdade racial. “Neste 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, manifestamos o compromisso renovado da Fundação Oswaldo Cruz com a promoção da igualdade racial, diversidade, políticas inclusivas e com o enfrentamento ao racismo estrutural”, afirmou Moreira em trecho da carta.

Diante dos desafios enfrentados pela população negra, especialmente em questões relacionadas à violência, mercado de trabalho e saúde, a ação realizada pela Fiocruz ganha destaque como uma forma de enfrentamento e combate ao racismo estrutural, reforçando a importância do Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra para a reflexão e debate sobre a questão racial no Brasil.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo