Campanha 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher inicia com lançamento de pesquisa nacional

Nesta segunda-feira (20), teve início a campanha “21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher”, que visa conscientizar a população e incentivar organizações a promoverem ações de mobilização. O objetivo é divulgar dados alarmantes sobre a violência contra a mulher e chamar atenção para a necessidade de combater esse problema que afeta milhares de mulheres em todo o país.

A campanha, que acontece anualmente, busca sensibilizar a sociedade sobre a gravidade da violência de gênero e promover a reflexão sobre o papel de cada cidadão na construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Durante os 21 dias de ativismo, diversas ações e eventos serão realizados em todo o país, envolvendo organizações, instituições públicas e a população em geral.

Na terça-feira (21), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), será lançada a 10ª edição da Pesquisa Nacional de Violência contra a Mulher, realizada pelo Instituto DataSenado. A pesquisa trará dados atualizados sobre a situação da violência de gênero no Brasil, fornecendo informações essenciais para o desenvolvimento de políticas públicas e a promoção de ações de prevenção e combate a esse tipo de violência.

Os números são alarmantes e evidenciam a urgência de medidas efetivas para enfrentar a violência contra a mulher. De acordo com dados do Instituto DataSenado, 1 em cada 3 mulheres já sofreu algum tipo de violência no país, seja física, psicológica ou sexual. Além disso, a maioria dos casos ocorre no ambiente doméstico, onde as vítimas deveriam se sentir seguras.

Nesse contexto, a campanha “21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher” adquire um papel crucial na conscientização da população e na promoção de um debate que busca soluções efetivas para um problema que afeta a vida de milhares de mulheres diariamente. É fundamental que a sociedade se una nessa causa e se mobilize para que a violência de gênero seja combatida em todas as suas formas.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo